"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

domingo, 29 de abril de 2018

Celibatários involuntários...

"Confesso que este brilhante bazar de vaidades e de misérias humanas me atrai, sobretudo, pelos preciosos divertimentos que proporcionou à minha carne e ao meu espírito..."
Rétif de la Bretonne

O atentado da semana passada em Toronto, que matou umas dez pessoas, cometido (segundo a polícia de lá) por um tal Alek Minassian trouxe ao conhecimento de todos uma excentricidade e uma bizarrice mais do que bizarra: a existência da confraria dos Celibatários Involuntários. 
Ao contrário do que muita gente pensou o tal Alek Minassian, de 25 anos, (o responsável pelo ato terrorista) não é membro do Estado Islâmico, nem da Al Qaeda, nem dos antigos Panteras Negras ou de outra das bandas mafiosas do Canadá, não. É membro do Clube dos CELIBATÁRIOS INVOLUNTÁRIOS (INCEL). 
Que porra é essa? Nunca ouviu falar? 
Segundo eles, uma espécie de sociedade de machos beta (o contrário de machos alfa), daqueles que não fazem sexo porque não conseguem, porque não tem acesso às mulheres, porque as mulheres não querem fazer sexo com eles e etc... 
Lhes parece estranho? 
Claro, mas não é tão estranho assim não. 
Aqui nos trópicos, aqui entre nós, nestes cafundós ensolarados também há uma legião (só que muito mais discreta) de celibatários involuntários
Gente que por motivos que nem Melanie Klein, nem Margaret Mead e nem Freud explicam, está celibatária ha muito tempo. Motivo: as mulheres, cada dia mais 'empoderadas' e contentando-se  com a sedução entre elas, estão cada vez mais arredias ao sexo com homens. As desculpas? São intermináveis. 
Entre elas até que ficam se lambendo por aí e se enfiando objetos pelos buracos, transformando seu cotidiano em um exercício permanente de lirismos e de mitomanias... mas ir para a verdadeira concupiscencia, com um 'macho', (seja ele beta ou alfa) Ah!, isto só uma vez por ano, e ainda nos breves dias do solstício. 
As razões? Repressão de cinco mil anos. Dismorfia. Moralismo e medievalismo religioso. Confusão entre maternidade e sexo. Conflito e fidelidade para com o corpo, para com o pai, para com a mãe e para com os irmãos. Medo de serem consideradas putas, de pegar sífilis, de engravidar, de decepcionar, de estarem sendo apenas + uma mercadoria nos braços da lascívia de um "cachorro" e, claro, por  nunca terem ouvido de ninguém que o prazer da sexualidade, além do gozo e dos filhos, é fundamental também para a normatização dos hormônios, da 'auto-estima', do 'amor próprio', do 'interesse pelo mundo', da 'soberania', da 'criatividade' e etc... 
Segundo aqueles lunáticos canadenses é essa recusa feminina da libido e essa dificuldade para 'afogar o ganso' que os faz mais idiotas do que já são por natureza e que os leva a fazer apologia do estupro, da misoginia, do ódio às mulheres e da violência contra a sociedade. Um deles, por coincidência até brasileiro, deu a seguinte sugestão para seus comparsas minimizarem o assunto: "peguem as bêbadas e as feias..." 
E la nave va...

3 comentários:

  1. https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/04/27/O-que-é-‘incel’.-E-como-ele-se-relaciona-com-o-atentado-em-Toronto

    ResponderExcluir
  2. https://www.youtube.com/watch?v=qG3AHbtxdf0

    ResponderExcluir
  3. https://veja.abril.com.br/brasil/pf-prende-mulher-que-invadiu-pista-do-aeroporto-de-guarulhos/

    ResponderExcluir