"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Como dizia Napoleão: da honradez à desfaçatez é só um passo...


"Mostre-me todos os crimes com que você tem de lidar e eu sou capaz de lhe mostrar que, por detrás de muitos deles existe uma ausência de razão. Ou seja: sou capaz de lhe mostrar que, no fundo de toda loucura, há a virtualidade de um crime e, por conseguinte, justificação de meu poder..."
Citado por Michel Foucault





A população que vive longe de Brasília, perdida nos cafundós da pátria, está novamente indignada com a política, agora com o caso do Deputado carioca Celso Jacob que, apesar de estar trancafiado na penitenciária aqui da cidade por prestidigitação e por 'impulsos incontrolados com relação a dinheiro' continua frequentando a Câmara e seu gabinete só voltando ao presídio para repousar. Realmente, é uma situação esdrúxula e pouco convencional, mas não muito diferente daquela das moças e das senhoras que trabalham lá durante o dia e que à noite voltam para suas antigas profissões; daquela dos padres e pastores que batem ponto lá e que horas depois voltam para suas paróquias ou templos para continuar engambelando seus crentes; daquela dos advogados que descem da tribuna do Congresso para subir à tribuna de seus escritórios privados para ali orientar seus delinquentes a como safar-se da lei etc, etc. 
Enfim, é importante notar que o Sr. Jacob que vem  todos os dias e religiosamente dos pátios inóspitos da Papuda para os confortáveis gabinetes do Congresso Nacional para exercer seu mandato, - conquistado legitimamente pela vontade cidadã e popular -, não se difere em nada de seus colegas e que está sendo vítima de preconceito e até mesmo de bandidofobia.

3 comentários:

  1. Rogério Rodrigues3 de julho de 2017 10:36

    Bandidofobia? Creio que essa seja insuperável...a mais hilária e cínica do ano.

    ResponderExcluir
  2. http://veja.abril.com.br/brasil/3-mortes-e-1-bebe-tetraplegico-favelas-do-rio-fazem-ato-por-paz/

    ResponderExcluir
  3. http://veja.abril.com.br/blog/maquiavel/os-reis-do-rio-nas-garras-da-justica/

    ResponderExcluir