segunda-feira, 16 de maio de 2016

a reaparição do mendigo K.


Para ouvir a música, clicar no canto esquerdo da faixa


O mendigo K. reapareceu. Estava sentado numa posição de Iôga sobre o viaduto que liga o Conic ao Conjunto Nacional. Diz ele que, nos últimos 40 dias esteve como andarilho, fazendo o percurso Foz do Iguaçu/Ceará. Mostrou-me além das feridas nos calcanhares, um livro aos pedaços que teria recebido das mãos de um ilustre professor quando atravessava uma parte do sertão: Geografia da fome, escrito por Josué de Castro. Referindo-se à situação político/social da atualidade, à mudança de governo etc., recitou-me três linhas que diziam: hoje, como outrora, seria possível dividir, não apenas nossa sociedade, mas a humanidade inteira, em dois grupos: os que não comem e os que não dormem com medo dos que não comem... 
Em seguida ironizou: Parole! Parole! Parole... e
explodindo numa gargalhada saiu mancando da perna esquerda, até desaparecer na direção da rodoviária.

Um comentário:

  1. Pô Bazzo que gosto musical do caralho você tem hein !

    ResponderExcluir