"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sexta-feira, 13 de maio de 2016

13 de maio... Michel Temer, Augusto Comte... Y los condenados de la tierra...

E enfim, apresentou-se o "novo"presidente da república!
Sua frase de impacto resumiu-se nas duas palavras delirantes inscritas em nossa bandeira. ORDEM E PROGRESSO. E para dar um ar ainda mais surrealista a este momento, agregou uma terceira, ainda mais impossível que as outras para nós aqui dos trópicos: EFICIÊNCIA! Apesar de seus "quarenta anos de vida pública" ainda não entendeu que somos todos incompetentes, que para mudar uma mesa de lugar precisamos de seis meses, que só sabemos respirar no caos e que o que nos atrai não são as ilusões e as promessas do iluminismo mas os desvarios, o messianismo e a porralouquice da Idade Média... Meio afobado e cercado por outros mandarins engravatados, o novo presidente, sem querer, colocou em cheque as duas palavras mencionadas e estampadas em nossa bandeira e inclusive a própria teoria de Augusto Comte quando falou em Salvação, em Deus e em religião, tudo o que para Augusto Comte, junto com a metafísica e com a teologia, deveria ser pisoteado e sepultado para sempre, já que só a ciência poderia ser subversiva e que só o conhecimento científico poderia nos conduzir a algum tipo de verdade. Enfim, eis-nos aí, outra vez, embarcando numa canoa furada e condenados novamente às missas dominicais e às trevas do delírio e da fé...
Em 1991 fui fotografar a tumba de Augusto Comte lá no Cemitério Père Lachaise. Sim, Augusto Comte está morto.  Imaginar sua tese principal (o positivismo) funcionando aqui nos trópicos, com esse calor e com esse DNA foi e é uma piada. A  manifestação de ontem em defesa da ex-presidente Dilma o comprova. No meio de todo aquele frenesi histérico e irracional havia gente tirando sarro, se esfregando e quase indo às vias de fato, em baixo das árvores, enquanto alguns pobres índios, com seus imensos charutos  promoviam no meio da multidão uma legítima pajelança e a policia monitorava tudo através de seus drones. (É a isso que chamam resistência?) Havia, acreditem, pais-de-santo por todos os lado e até um pastor vestindo um terno marron e meio lelé-da-cuca tocando berrante. Foi uma festa de fazer inveja a Evita Perón e até aos anarquistas. Mulheres, muitas mulheres elegantes, com calcinhas que lhes entravam no rabo, com rosas vermelhas nas mãos e copiosas lágrimas abrindo caminho por entre a maquiagem que até lembravam a Revolução dos cravos que também não deu em nada lá em Portugal... E mais: vários latino-americanos, da região dos andes, gritando exagerada e impertinentemente por LIBERDADE. Liberdade? Que porra é essa? Ora, esse grito, seus tataravós, ao invés de terem caído de joelhos, é que deveriam ter gritado, no meio de uma chuva de flechas, quando viram Hernán Cortez e os mercenários espanhóis saltando das caravelas com arcabuzes cavalos e cachorros para enrabar suas mulheres, submetê-los e escraviza-los... Aliás, hoje é dia 13 de maio, dia da libertação dos escravos!
Viva a Princesa Isabel! Viva a Lei Áurea! Vamos seguir em frente! Com muita ORDEM, muita FÉ e muita EFICIÊNCIA... sem esquecer que o TRABALHO dignifica!...  E rumo ao PROGRESSO!... Bah!!! Que náusea!

4 comentários:

  1. http://www.granma.cu/mundo/2016-05-13/brasilenos-en-las-calles-contra-michel-temer-y-el-golpe-de-estado-13-05-2016-08-05-25

    ResponderExcluir
  2. http://www.granma.cu/mundo/2016-05-13/presidente-boliviano-condena-golpe-contra-dilma-rousseff-13-05-2016-11-05-41

    ResponderExcluir
  3. http://www.corriere.it/opinioni/16_maggio_13/ascesa-crollo-bric-responsabilita-ue-usa-254d915e-1875-11e6-a192-aa62c89d5ec1.shtml

    ResponderExcluir
  4. http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/petista-propoe-dia-do-golpe-no-brasil

    ResponderExcluir