quarta-feira, 1 de abril de 2015

Palavras de um charlatão...

[... Nunca peça por nada diferente. Esta é a raiz básica da miséria: quando é noite, você chora pelo dia; quando é dia você chora pelo repouso da noite. Então a vida torna-se uma miséria,um inferno...]
OSHO

Um comentário:

  1. MÔNICA PRADO TORRES2 de abril de 2015 17:37

    Prezado Ezio, conheço muito bem sobre esse tema, pois já estou há 20 anos sob assédio moral, que no meu caso eu denomino de perseguição política. Durante esses vinte anos eu me certifiquei de que: não existe justiça no Brasil; que (quase) todos têm seu preço e se vendem (ou me venderam); e que o poder financeiro aliado ao político ditam, manipulam e ordenam o país. Há vinte anos vivo em exílio dentro do meu próprio país, sendo monitorada constantemente e isolada de tudo e todos, marginalizada. Entristece-me muito saber que esse processo foi disparado na época em que eu estava requisitada em Brasília, mais precisamente na Presidência da República, e deu-se por eu ter me recusado a participar de um esquema "escuso" em uma licitação. Acabaram com a minha família, isolaram-me socialmente, estagnaram-me profissionalmente, faliram-me por meio de golpes financeiros através dos próprios agentes do judiciário, e agora observam o meu desfalecimento e levantam bandeiras de triunfo e glória por terem vencido uma "batalha"... Colocam uma manada de elefantes para pisarem em uma formiga e se acham gloriosos... Gritam pelos corredores da Petrobras: - "Adoro chutar cachorro morto", entre risos e gargalhadas... Não consigo mais me indignar, sentir raiva, nada... Apenas os desprezo... Parei de tentar analisar se são psicopatas, neuróticos ou apenas assassinos... Na realidade são apenas humanos, e como diz Albino Forjaz de Sampaio, se são capazes de vender suas próprias mães, imagina o resto... Burra fui eu em não ter aceitado os milhões que me ofereceram na época, afinal eu só precisava assinar, mais nada...

    ResponderExcluir