"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

JOGARAM MERDA NA CÂMARA LEGISLATIVA DO DF

Apesar de ser uma injustiça com os dejetos, bem que Universidade poderia conceder um HONORIS CAUSA aos estudantes que ontem despejaram 250 quilos de merda na entrada da Câmara Legislativa do DF.

Os acontecimentos dos últimos dias nessa casa – a respeito da Operação Caixa de Pandora - têm servido para explicitar:

1. Quanto a linguagem e as palavras são volúveis e rameiras;

2. Como é crônica e grave a doença que reside no cerne da política;

3. Como é assustador e vergonhoso o primarismo esquizóide das leis e da justiça (trapaceia-te a ti mesmo!);

4. Como fede a baixezas a cloaca que é o Estado;

5. O quanto é falacioso o sistema vigente e, por fim,

6. Como é resistente e incurável a podridão da espécie.



Ezio Flavio Bazzo







5 comentários:

  1. Na China todos esses políticos filhos da puta seriam executados. Aqui o populacho de merda continua votando nesses bandidos em troca de migalhas...

    ResponderExcluir
  2. Se pelo menos 100 brasileiros reagissem publicamente como estes estudantes, a cada quinaze dias, com certeza, as coisas mudariam. Eles merecem muito o título de "Doutor Honoris Pátria" e nossa admiração por conta da nossa capacidade de só ficar olhando. Amanhã quando abrirmos a boca, alguém dirà: "tarde piaste" !!!

    ResponderExcluir
  3. Realmente uma injustiça, afinal de contas, merda faz as flores crescerem e o cogumelo brotar. 250 quilos de dinamite e eu teria gozado de alegria.

    ResponderExcluir
  4. Se o legislativo não presta para nada porque não detoná-lo e deixar o Brasil a mercê do ditador democrático?

    ResponderExcluir