"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Apenas para relembrar: o poder corrompe e a submissão também

Algumas semanas depois que o STF jogou no lixo o diploma de jornalista (sem nenhum pio e sem nenhuma contestação dos prejudicados) o Governo do Distrito Federal confere oficialmente, e com pompas, o status de “profissão” aos abomináveis flanelinhas.

- Bem vigiado doutooor!!!
- Vamos dar um brilho aí professor?
- Vai lavar hoje director?

Ocultos na lengalenga cristianóide, no pretexto democrático e na balela de inclusão social, esses politiqueiros de plantão, com a finalidade única de conquistar simpatía e votos das massas despedaçadas vão submetendo o cotidiano à lógica dos cortiços, dificultando cada vez mais a possibilidade de individuação e deixando cada vez mais evidente que a sociedade (apesar das tantas e beatas teorias sociológicas) é apenas uma gigantesca máfia, o intercâmbio permanente e interminável entre insensatos, despóticos e bandidos.

Um comentário:

  1. ah, muito bem lembrado! cristianóides lobbystas, beatarias diplomados (ou sem agora), manadas que devem obediência e favores, desejo, anseio e impulso em se incluir no ralo social, poder de vingança de poucos e querer associado à impotência de se vingar de muitos, enfim, mafiocracia!

    ResponderExcluir