sexta-feira, 5 de abril de 2019

BISPO da igreja católica confessa que gostaria de dar veneno de rato ao cantor Caetano Veloso...

Numa missa realizada na semana passada em São Paulo, um bispo da Arquidiocese Militar declarou seu desejo: "dar veneno de rato ao cantor Caetano Veloso". O motivo principal desse desejo homicida seria a música que o referido músico teria feito lá pelos anos 70 com o título: É proibido probir (frase copiada lá dos muros de Paris, 68). Independente de seu desejo ser compreensível ou não, o que devem ter pensado desse senhor, enfiado em sua batina, aqueles que semanalmente o deixam colocar uma hóstia sobre a língua?

 E por que veneno de rato? Se existem tantos outros venenos até mais eficientes! Por que não Cicuta, para homenagear a Socrates? Que tenha optado por veneno de ratos, seria uma maneira a mais de humilhar o baiano envenenado? 

Se em seu adestramento teológico aprendeu que é proibido proibir, como é que não lhe disseram que é proibido envenenar

E se esse tipo de desejo se manifesta em plena "democracia" qualquer um pode imaginar quê outros "instintos primitivos" podem surgir nesses representantes de Deus num estado de exceção. Não é verdade?

 É inacreditável que esses senhores - lembrando a Nietzsche -  precisem, como as vacas, viver apenas de ruminação... 

A cruz, a espada e um pote de Estricnina! E tudo se repete através dos séculos! 

Que miséria! 

Saravá!

_________________________________________________

http://www.fmuniversitaria.com.br/noticia/316/Ameacado_por_bispo_Caetano_vai_a_Justica_Queria_dar_veneno_de_rato_

2 comentários:

  1. https://widgets.weather.com/v2/components/taboola-global-weather/dist/index.html#tbcId=z38s3w&publisher=diariosassociados-correiobraziliense?lang=pt

    ResponderExcluir