"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Para onde foram as penas, a carne e os ossos desses galináceos, todo mundo sabe.., mas... e suas almas?


3 comentários:

  1. Pra nenhum lugar diferente de pra onde nossos imaginários levam nossas almas...A casualidade em que todo ser vivo nasce é a mesma com a qual todo ser vivo se vai...Assim o que vale, penso, é o respeito que devemos em vida.

    ResponderExcluir
  2. Para o mesmo lugar onde iremos todos nós...A grande escuridão do nada.

    ResponderExcluir
  3. com a diferença é que uns (nós, para ser mais exato) vão para o nada com a pança cheia de sangue e a 'alma' triste quem sabe, e outros (eles - 'animais') vão para o mesmo abismo como crianças mudas, exploradas, abusadas, dilaceradas.... resta saber quem está mais vazio.

    ResponderExcluir