"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Uffa! Uma pausa no circo... Imaginem na Jamaica...




"Indignar-se! Contra quê? Contra quem? A mesma mudez e a mesma solidão, refletirão tanto o gesto daquele que dobra a cabeça e se ajoelha como daquele que, colérico, levanta os punhos no vazio e cospe contra o céu deserto..."V. V.



Um comentário: