"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 1 de junho de 2015

A alma encantadora das ruas 2.



















































































3 comentários:

  1. Lindas fotos, Ezio! Estou aqui procurando um poema que fiz para você e o João do Rio e que se chama " alma das ruas"...Não encontrei. Quando encontrar, enviarei. Feliz viagem!

    ResponderExcluir
  2. MÔNICA PRADO TORRES1 de junho de 2015 13:38

    ADOREI AS FOTOS !!! ADORO AS RUAS, TALVEZ POR TER SIDO CRIADA POR ELAS...

    Durante os meus cinquenta anos de vida eu frequentei e convivi com as mais variadas pessoas: classes sociais, profissões, opções sexuais, etnias, nacionalidades, idades, religiões, naturalidades, e os mais polêmicos partidários... Apesar de toda a violência, tortura e perdas que eu sofri, eu sempre tentei levar a vida com muito humor, talvez como uma forma de esconder e aliviar o sofrimento... Porém encontrei nos partidos políticos de extrema direita e esquerda os chamados "cães raivosos"... O pessoal da esquerda carrega o trauma de terem sido torturados e perseguidos; e o da direita carrega o ódio daqueles que se opuseram a eles... O tempo passa, mas o rancor de uns pelos outros não passa, e perpetua-se nos seus descendentes... Enquanto isso, todos continuam se perguntando de que lado eu estou... Bem, se for para dividir em tendência político partidária, eu diria que minha vida acabou em 1995 quando começou o exílio e os assassinatos, ou seja, durante o governo de direita...Porém a partir de 2002 houve a troca de governo e a esquerda assumiu o poder, mas a perseguição e os assassinatos perpetuaram-se... Isso quer dizer que para mim são todos iguais independente da sigla estampada em seus peitos... Não existe essa de direita ou esquerda; existe quem está ou não no poder: - opressores e oprimidos; torturadores e torturados; exploradores e explorados; articuladores e vitimados; e as empresas e os empresários junto com quem está no poder...E no meio desse turbilhão de medíocres estou eu: ex-petroleira, ex-profissional, ex-assessora técnica, ex-mãe, ex-mulher, ex-professora, ex-atleta, ex-sobrevivente, APARTIDÁRIA, e perseguida porque rejeitei suborno em uma licitação em 1995... PONTO FINAL. PRECISO SER MAIS CLARA?

    ResponderExcluir
  3. MÔNICA PRADO TORRES5 de junho de 2015 10:07

    Enquanto isso... Todos os diretores que rejeitaram a minha presença na Empresa, depois que retornei da Abin, estão arrolados na Lava Jato... Os outros gerentes e empregados que receberam "benefícios" para me perseguir, e que ainda não apareceram na Lava Jato, estão quietinhos só aguardando o fim das investigações, e piscando...kkkkkkkkkkkkkkk... E minha pergunta é: - Será que a Polícia Federal irá chegar neles, ou só querem os peixes grandes? Se for para fazer uma faxina, que seja bem feita !!!!

    ResponderExcluir