"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

domingo, 9 de março de 2014

Panóptico geral...

I - Depois da "confissão" do Papa argentino de que surrupiou um crucifico das mãos de um amigo defunto o que se pode esperar de nossos pequenos ladrões, de nossos meninos de rua e de nossos governantes? Sobra alguma moral à recomendação de NÃO ROUBAR contida na "pedras da lei"? E, convenhamos, não foi um roubozinho qualquer tipo, uma gravata nas boutiques de Miami como fez aquele ilustre rabino, nem um livro do Borges na Biblioteca Nacional ou uma taça de cristal na Feira de San Telmo... Trata-se de uma cruz e que estava entre as mãos gélidas de um cadáver. E se essa cruz teria como função afastar o morto do demônio e conduzir sua "alma" pelas veredas do além, quem o fará agora? Quem resgatará aquele pobre ser perdido nos labirintos, nas trevas e nos subterrâneos do nada? Vou consultar meu Libro de los muertos e leio na página 51, capítulo XXXIV a reza que poderia salvá-lo: "Vete demonio de las abiertas fauces, atrás! pues yo soy Khnun, Señor de Pshenú. Las palabras de los dioses yo traigo a Ra, un mensaje al Amo de esta casa".

II - Dizem os jornais que o governo gastará 2 bilhões para garantir a segurança dos jogos da Copa do Mundo. Vou repetir: 2 bilhões, e para proteger quase só energúmenos! Você, amigo zé da esquina, consegue dimensionar esse valor? 
Dizem os matemáticos que daria, por exemplo, para comprar dois mil apartamentos de um milhão de reais cada um... Consegue imaginar o que representam dois mil apartamentos de um milhão de reais cada um? Imagine que cada prédio tenha cinquenta desses apartamentos, blábláblá..... etc, etc, etc...... 
Em outras palavras, daria para trazer o exército argentino, o do Paraguay e o do Uruguay juntos para ficarem por aqui com cachorros e com mísseis em punho durante os trinta dias dos jogos e ainda sobraria um bom troco. 
Sem falar que nós temos os nossos próprios exércitos que já ganham para isso e que há décadas parece que estão em retiro espiritual... E que além deles, cada Estado têm suas policias, que não são poucas. Polícia é o que não falta neste país. Deve haver uns trinta ou quarenta tipos de policias pela pátria a fora, sem contar, evidentemente, com as secretas, que estão por aí disfarçadas de pistoleras e de taxistas. Sem contar também com as câmeras que foram ingenuamente instaladas por todos os lados e que agora registram até os movimentos mais escatológicos e menos dignos da turba...

III. Exatamente no Dia Internacional da Mulher nos chega a notícia de que no estado de Sergipe uma menina foi trocada por uma vaca. Teria sido um bom negócio para quem? Apesar de todo o bafafá acadêmico e beneditino, parece que entre as adolescentes de hoje e as contemporâneas de minha bisavó, na essência, não se alterou quase nada. Essa história de querer emancipar o outro por lei ou por decreto é uma falácia. Essa é uma tarefa que cabe a cada um e a mais ninguém. Quanto à violência contra as mulheres, cursos intensivos de tiro ao alvo e de jiu jitsu especial para elas seriam mais úteis e eficientes que todos os plantões das Delegacias de Mulheres que há por aí...

IV. Em Brasília se vê cada vez mais e mais velhinhos e velhinhas gagás todas as manhãs e finais de tarde sendo conduzidos com dificuldade e com extremo cuidado por enfermeiras ou por cuidadoras, de um lado a outro, em baixo dos blocos.., a espera de quê? Do milagre do rejuvenescimento ou do final?  Sempre que me olham perdidamente nos olhos fico tentando adivinhar quantos, se pudessem, optariam pela eutanásia? Na Alemanha estão despachando os seus para asilos e para moradias especializadas na Polônia onde, segundo familiares, as despesas são menores... Em se tratando de Alemanha e de Polônia, isto não lhes traz à memória os fantasmas de Auschwits?

V - Grou. Esse nome me incomoda. Ainda irei a um dicionário de biologia em busca de um sinônimo. Dizem que esse pássaro está sempre tão atento e tão ligado que mesmo quando dorme, apoiado só em uma perna, na que está encolhida há uma pedra para que se o sono chegar a um grau muito profundo caia e o desperte... Quando tivermos um Primeiro Grau à altura de nossas carências, quem sabe não venhamos a ser como ele...

4 comentários:

  1. Aí! tenho descoberto um lado sádico em mim que estou adorando...me entendam! Quando observo um (a) imbecil na minha frente sinto um regozijo!!!; que se fodam! esses imbecis que continuam acreditando que um deus, uma família, um governo ou qualquer "um" irá ajudá-lo, aprendi a duras penas que só posso contar comigo mesmo! E chega!!! podem ter imbecis lendo isso aqui e definitivamente eu não quero! ajudá-los.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza o que podemos fazer é assistir esse teatro sujo com seus atores idiotas onde a peça é o cotidiano: deus, família, trabalho, eleições, copa, tv, shopping, carro, etc, etc. Só resta assistir essa comédia de futilidade que a vida humana se tornou. Foda-se todos.

    ResponderExcluir
  3. Phodam-se todos!

    http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/a-inauguracao-do-mais-puro-elefante-branco-da-copa-no-brasil-a-arena-manaus-estadio-que-custara-mais-de-r-670-milhoes-dos-cofres-publicos-e-que-nao-tera-a-menor-utilidade-depois-do-mundial-triste-10032014/

    ResponderExcluir
  4. Um clérigo larápio, quanta redundância!

    ResponderExcluir