"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sábado, 5 de outubro de 2013

A eterna putaria dos partidos...

Durante uma semana o affair Marina e seu suposto partido imperou no meio das manchetes. Que seria dos jornais se não abrigássemos essa fauna? Vai dar isto ou vai dar aquilo! Alia-se a este ou àquele. Desiste! Volta no século que vem. Tem chances! Não tem chances! Vai ser canonizada! Tem novas propostas, é o mesmo  purgante de sempre... Jantares, reuniões, pequenas orgias estomacais, cálculos, frases psicanalíticas e invocações de madre Tereza de Calcutá no átrio cúmplice das mansões, enquanto  setenta gênios nacionais representam a nação na Feira do Livro em Frankfurt. Torcicolos  morais! Vai para o PPS? Volta para o PT? Retorna para o Partido verde, que agora é cor de rosa? E o PMDB? E o partido do pastor tal? E o PSOL, agora que entramos na primavera? E esse que se engendrou na semana passada? E a geografia da vaidade? E o ideal das tripas? Onde essa gente arruma tanto dinheiro? Vamos ao senado consultar o oráculo! Mas ele está fechado para desratização! Mas e o povo? Quê povo? Votar. Mas em que partido? Kadafi assegurava que o partido é uma seita! Ela revolucionará o país e o planeta! Também é Silva, como o outro Silva. Mas vai aliar-se a quem se só tem bandidos? São todos milionários! Chamem o Paulo Coelho! Ah, preferiu o PSB. Bem que a madame havia previsto! Partido Socialista Brasileiro? É isso? Gostaria de rir e de ouvir os clássicos. Que gente ordinária! E os puxa-sacos já a chamam de presidente! Uma mulher, tudo bem, mas duas, uma enrabada na outra! Ah, lá vai o barco se aproximando da Ilha de Lesbos!  Mas são sempre os mesmos! Não há nada de novo e a Amazônia já está no fim... Era Zé, agora é José! Era JOsé agora é Zé! Onde estão os machos? Mas na clandestinidade não há mais ninguém. Todo mundo agora é revolucionário e empresário do vício e da malandragem. Onde ficaram os anarquistas? Agora que tiraram os black blocs do circuito nossa única esperança está nos 3 milhões das passeatas gays ou nos 5 milhões dos evangélicos. E a subversão haverá de vir ou pelo rabo ou pela fé... 
E a candidata promete enterrar a velha república. E nós que nem sabíamos que essa meretriz havia morrido! Quando quero saber alguma novidade leio a Cabala ou Abilio Forjaz de Sampaio, aliás,  hoje recebi 8 títulos de seu mestre, Fialho D'almeida.  Somos o único país do planeta onde os Correios em greve entregam as encomendas. E os ossos de Ulisses Guimarães, para onde as correntezas marítimas os levaram? Quanta gente louca nas ruas... serão os que desertaram dos manicômios? Um besouro envenenou os lábios de meu cachorro. Quando nossos olhos se cruzaram, ele tomando um soro na veia, eu encostado no umbral da porta, entendi novamente a desgraça da existência. Olha os médicos cubanos aí gente! E a ex seringueira filiou-se! O partido da borracha! Todo mundo sorrindo! Somos cordiais e felizes! Será a vice. O stronzo é o mesmo! Se elegerá? Mas ouvir tudo de novo? 
As manchetes dominicais já estão prontas? Quero tudo em negrito, com entusiasmo, fazendo de conta que agora a coisa vai, que a revolução está próxima! Para vender jornal é necessário num dia promover o pessimismo e no outro dia o otimismo! AVANTE CAMARADAS! 
As cigarras em cio no tronco das aroeiras enquanto o populacho despreocupado, já prepara o grito de guerra do Flamengo, para amanhã. Olha os bagos do ponta direita! Olha o rebolado do senhor juiz! Olha a Dona Marina prometendo novamente o impossível!

Um comentário:

  1. Lembrei-me que após um rosário de pessimismo no consultório, o psicanalista se virou e me disse: - Se o sistema não muda, mude você! E eu retruquei: - Para onde? kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir