"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

CONGRESSO ESPETÁCULO...

Se você não teve tempo de ir ao Congresso Nacional assistir a posse dos "novos" parlamentares perdeu em definitivo o bonde da história. Havia de tudo lá, e todo mundo perfumadinho, com as melhores grifes, sapatos de jacaré, calcinhas marcadas sobre as ancas, lutadores de box, palhaços, estelionatários, policiais, pastores, mães de santo, feministas, adolescentes e militantes pela causa gay, pela causa dos negros, pela causa dos índios e pela irmandade planetária.
Latifundiários, lobistas e sem-terras, padres, escritorzinhos, futebolistas, açougueiros, ex presidentes, ex governadores, ex prefeitos, ex direitistas, ex esquerdistas, ex anarquistas, ex ministros, ex soldados, ex presidiários, ex amantes, ex cassados, ex cabo eleitorais, os gaviões da midia, os fotógrafos, as matronas da casa e as estagiárias com seus caderninhos cheios de rabiscos e de segredos.... Inacreditável tanto a diversidade como a aparente coesão dessa fauna articulada por um mesmo "ideal"... Nas lixeiras, cartelas e mais cartelas de rivotril... E todo mundo  feliz, todo mundo zen e boquiaberto, os dentes de classe média reluzentes para as câmeras. Sinceramente, podem dizer o que quiserem dessa gente, mas ninguém poderá negar que fazem parte de um povo cordial e  feliz. Tapinhas nas costas, beijinhos nas orelhas, palavras de ordem, juramentos, intimidades. Nunca a pátria e a nação ouviram tantas juras de amor, de sacrificio e de fidelidade. Para os que ainda conseguem pensar com o próprio cérebro só lhes resta voltar os olhos para o Cairo e contentar-se com o velho e chato Bolero de Ravel...

4 comentários:

  1. Ezio, tudo o que escreves é inacreditavelmente verdadeiro!... Mas, quero acreditar: "Quem vence é o futuro", como dizia Brasílio de França Costa,otimista...Meu pai e seu amigo.

    ResponderExcluir
  2. Seu texto é sempre ótimo mas este quadro de Magritte é um espetáculo. E o espetáculo continua a cada manhã, enquanto estivermos vivos.

    ResponderExcluir
  3. muito legal o texto.
    infelizmente, vamos ver mais uma vez a repetição do lobbismo, com suas facções disputando (ou simplesmente confirmando) sua parte das políticas públicas

    ResponderExcluir
  4. Eu tive a (in)felicidade de trabalhar, ou melhor, permeabilizar pelos "Três Poderes", e melhor que assistir ao espetáculo descrito, é assistir a transformação de um ser humano em um parlamentar, agente do judiciário ou em um DAS... Seria como presenciar a transformação de um homem em um "Deus" (pelo menos é como eles se achavam), intocáveis e poderosos. O Poder adoece as mentes fracas, ou as mentes fracas estariam apenas adormecidas? Deixo o questionamento para os estudiosos do comportamento humano, porque sou apenas uma simples observadora das mudanças...

    ResponderExcluir