"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Cinematograficamente a idéia é tentadora.., mas, o quê pensarão de nossa espécie as serpentes e os demônios do deserto..?

"A parte IV do Leviatã, de Hobbes, intitulada 'Do reino das trevas', não trata do domínio de Lúcifer no outro mundo, mas do reino dos clérigos nesta vida..." 

IN: Um livro forjado no inferno, páginas 51, 52, Steven Nadler

_________________________________________________________________


Argélia expulsa 391 migrantes para o meio do deserto


ONGs classificam tratamento como "desumano"; imigrantes são obrigados a atravessar a fronteira de deserto com o Níger a pé, com pouca água ou alimentos

Por EFE
access_time 15 jul 2018, 17h27 

Migrantes são vistos nos arredores da cidade argelina de Tamanrasset (Aidan Lewis/AP)
Argélia expulsou 391 imigrantes através da fronteira sul do país e as enviou ao deserto de Níger. Segundo a Organização Internacional das Migrações (OIM), as condições dessas pessoas era “precária”.
Segundo o órgão, os expulsos, nascidos em países da África subsaariana, foram detidos pelas autoridades argelinas em diferentes cidades do país e levados para a fronteira sul. “Todos chegaram na sexta-feira à cidade de Amssaka após atravessar o deserto. A maioria deles trabalhava na Argélia de maneira irregular”, diz comunicado emitido pela entidade afiliada à Organização das Nações Unidas (ONU).
Os imigrantes foram detidos e levados em caminhões até In-Guezzam, uma passagem na fronteira. Ali, eram obrigados a atravessá-la a pé com muito pouca água e alimentos. Segundo o comunicado, há várias crianças e mulheres grávidas entre os expulsos.
A notícia da nova deportação, que não foi confirmada nem desmentida pelas autoridades argelinas, coincidiu com a sexta reunião do Comitê Bilateral entre Argélia e Níger. O encontro visa discutir exatamente assuntos da fronteira entre os dois países. O ministro do Interior da Argélia, Noureddin Bedoui, disse antes da reunião que o país não aceitará a abertura de centros de detenção transitórios propostos por diferentes governos europeus e que lutará contra a imigração com suas próprias políticas. Por outro lado, o governo de Níger abriu um escritório para colaborar com a OIM em um programa de gestão voluntária de repatriação de imigrantes da África subsaariana.
Organizações internacionais de defesa dos direitos humanos, como a Anistia Internacional e a Human Rights Watch, classificaram como “desumano” o tratamento que o governo argelino dá a milhares de homens, mulheres e crianças imigrantes. “Desde janeiro, a Argélia expulsou milhares de homens, mulheres e crianças para Níger e Mali em condições desumanas. E, em muitos casos, sem considerar seu status legal na Argélia ou o grau de vulnerabilidade individual”, disse a HRW em comunicado.
A organização pediu que o governo da Argélia pare de expulsar pessoas de forma arbitrária e sumária, sugerindo a criação de um sistema de alocação equitativa e legal para os imigrantes no país. Em um relatório apresentado em fevereiro, a Anistia Internacional ressaltou que mais de 6,5 mil imigrantes procedentes da África subsaariana foram vítimas de prisões arbitrárias e expulsões forçadasno ano passado. Bedoui reconheceu em maio que o país expulsou 27 mil imigrantes nos últimos três anos, mas afirmou que todos tiveram seus direitos humanos respeitados pelo governo. (Revista VEJA)

domingo, 15 de julho de 2018

Quem é que não se apaixonou pela Presidente da Croácia?

Quem é que não se apaixonou pela presidente da Croácia, Kolinda Grabar-Kitarovic?, ao vê-la no encerramento da Copa, simpática, sensual e afetuosa em baixo de chuva,  abraçando a quem quer que cruzasse em sua frente e sempre atenta com o comprimento de sua camisa  para que a chuva, em sua calça branca, não lhe acentuasse demasiadamente o monte de vênus?
 Já, a comemoração da vitória dos franceses, um dia depois de Paris festejar os 229 anos da Queda da Bastille, foi mais um surto infanto-juvenil do que, digamos, um acerto de contas entre  mafiosos...
Enfim, agora que o circo e que a máquina de manipular emoções acabou e que a plebe terá que retornar imediatamente aos gulags íntimos (se não quiser morrer de tédio e de fome), voltando a falar do charme da senhora kolinda, penso que se até mesmo o carola e iluminista Voltaire conseguisse sair lá do Phantéon para vê-la, seguramente voltaria a resmungar: "É mais claro do que o sol, que Deus criou a mulher para domar o homem..." 

Enquanto isso... lá pelos lados da Mongolia...

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Croácia X França? Que tal Croácia X Sérvia?

[... Per la prima volta nella storia dell'umanità, a intervalli regolari e a orari fissi, milioni di individui si sistemano davanti al loro televisore domestico per assistere alla celebrazione dello stesso rituale...]
 Marc Augé


O mendigo K, em visível estado maníaco, vinha a pé, ziguezaguendo pelo acostamento do aeroporto com uma bandeira incolor nas mãos e falando em voz alta, quase gritando, com um interlocutor imaginário: 
Croácia e França?  
Futebol é uma religião! 
Uma neurose obsessiva! 
Uma idiotice! 
Um atestado melancólico de cretinismo planetário!
E a Itália?, que vai pagar 10 milhões por mês àquele jogador lusitano? 
10 milhões! 
Para quê? Para, uma vez cada quinze dias, correr 45 minutos atrás de uma bola feita de couro de vaca. A propósito: o que  devem pensar disso as vacas???
E o papa?, que amanhã aparecerá na janela de sempre para falar em misericórdia, compaixão, graça, benevolência, fé, equidade e outras baboseiras e que depois vai distribuir bençãos aos milionários e  sopas nos albergos???... 
E os Zé Manés? que, mesmo numa penúria desgraçada caem de joelhos (e mesmo de quatro) diante desses cretinos???
O que os impede de desconstruir essa farsa para sempre e de investir essa fortuna nas áreas suburbanas de Roma, de Nápoles, do mundo??? Onde multidões e rebanhos não têm nem papel para limpar-se o cu???... 
Croácia e França?
Gostaria mesmo é de ver Croácia e Sérvia em campo... e mais, com o  monsieur Slobodan Milosevic como juiz... 
A manhã estava radiante, um bando de papagaios atravessava a pista em direção ao zoológico no exato momento em que um carro dos bombeiros parava para dar-lhe amparo...
Em síntese, como diria ainda o defunto Campos de Carvalho: "Que a humanidade fracassou, basta abrir os jornais do dia. Só na seção necrológica ainda se encontra um pouco de paz. Mas, pensando bem, até que não houve fracasso nenhum: o Homem foi feito à imagem e semelhança de Deus..."

Enquanto isso...