terça-feira, 5 de setembro de 2017

De volta ao famoso e perigoso PHALO - O ejaculador do ônibus e a repressão sexual...

  1. "Às vezes copulava-se na própria terra, um buraco cavado com os dedos, o indicador ou o médio, conforme o diâmetro: o diabo era a sensação de incesto que não se podia evitar: a tal da mãe pátria..."
"O que eles não compreendem é que uma coisa é o estômago e outra é a consciência, ou se tem ou não se tem, não se apaga uma alma como se apaga um fósforo ou mesmo um incêndio, cada um sabe o que lhe vai por dentro, o resto é demagogia..."site médico
  1. Campos de Carvalho

  2. O ejaculador do ônibus em São Paulo, aquele que na semana passada ejaculou no pescoço de uma passageira ainda está provocando um terremoto tanto na mídia como no inconsciente das massas e da sociedade, evidenciando, - apesar do teatro cotidiano de libertinagem e de emancipação - que, além da violenta e escamoteada repressão sexual vigente ainda há uma imensa confusão cultural entre o que é sensual, sexual e genital. Os professores, os padres e outros supostos moralistas não se cansam de, em suas prédicas, voltar obsessivamente ao tema e os pesquisadores de plantão logo colocaram uma pesquisa nas ruas de 35 cidades brasileiras sobre o assunto, pesquisa que acusou o óbvio: 94% dos entrevistados entendem que uma mulher ser "encoxada" ou ter o corpo tocado sem sua autorização é uma forma de violência sexual. Ora, não precisa nem ser uma mulher, pode ser um homem, uma criança, um cachorro, uma árvore, um extra-terrestre, uma divindade... e em alguns países, até a poltrona das locomotivas... Tudo bem, mas atenção: é importante não esquecer que o toque, o carinho, o afago, um cafuné (tanto na cabeleira superior como na inferior) e etc. são combustíveis fundamentais para a saúde mental, mesmo sem autorização por escrito... 

E todo mundo (defensores da tortura e da pena de morte ou não) esta convicto de que o juiz que soltou o ejaculador cometeu um equívoco e que perdeu a oportunidade de mandar castrá-lo... Quando é que se implantarão novamente guilhotinas no fundo das cadeias?, me indagou uma fervorosa senhora... 

É mais do que evidente que aquele moço, além de ser um ejaculador precoce (aliás, toda ejaculação é precoce) esta com algum transtorno grave de personalidade ou, no mínimo, não conseguindo cumprir os protocolos básicos de civilidade, principalmente naquilo que se refere a esses 5 centímetros de pele que as divindades acharam por bem dependurar entre as pernas dos homens e que, de vez em quando, misteriosamente, resolve colocar-se em pé.

A propósito, sobre este assunto, para começar a entender alguma coisa, é fundamental ler a Obra Completa de Freud e também o livro de Alberto Moravia: Eu e Ele. 

Como dizia, o que me impressionou nessa histeria toda, além da atuação louca, perversa e desvairada daquele sujeito, foi o nojo do sêmem manifesto, principalmente pelas mulheres. Que descoberta terrível! Isso sim, na minha opinião, merece um tratado, um estudo, e não só na linha da psicopatologia, mas também da filosofia. Afinal, quem de nós, num passado bem recente, já não foi uma gota desse fluído tão "asqueroso"? 

Sem nenhum psicologismo babaca, respondam, mesmo do anonimato: Não existiria um nexo comprometedor entre aquela aberração e esta?


4 comentários:

  1. http://veja.abril.com.br/brasil/homem-que-ejaculou-em-passageira-e-condenado-a-2-anos-de-prisao/

    ResponderExcluir
  2. http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/09/05/interna_cidadesdf,623664/homem-e-autuado-apos-assediar-mulher-dentro-de-onibus-no-df.shtml

    ResponderExcluir
  3. https://oglobo.globo.com/brasil/homem-que-ejaculou-em-mulher-dentro-de-onibus-condenado-por-crime-sexual-cometido-em-2013-21789138

    ResponderExcluir
  4. http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/09/05/interna_cidadesdf,623664/homem-e-autuado-apos-assediar-mulher-dentro-de-onibus-no-df.shtml

    ResponderExcluir