"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

terça-feira, 14 de março de 2017

Experiências transcendentais da senectude...

Ontem, segunda-feira 13, saí de casa um pouco antes da meia noite para ir a uma farmácia comprar fraldas para um menininho que vai nascer daqui a uns meses.
A vendedora, uma gorducha invocada e 'empoderada', sem olhar-me nos olhos, perguntou: geriátrica?
Uma simples palavra e eis que minha noite estava perdida... "Voilá pourquoi le langage de l'aliéné et de l'aliéniste sont tous deux des langues mortes. Chacun s'efforce de nier son propre mensonge..."

Um comentário: