"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Recomendação do mendigo K, para esta sexta-feira negra: Não digas: que silêncio! Digas: eu não escuto nada...

[Une nuit, sur les remparts d'une ville, un vieil homme se promène avec une jeune élève. Autour d'eux, la campagne et plus loin le désert. Au-dessus d'eux, le ciel étoilé. Le jeune élève dit:
- Quel silence...
Le vieil homme le corrige:
- Ne dis pas - "Quel silence".
Dis: "Je n'entends rien..."]
 Do livro: Paroles persanes. (Albin Michel)

Um comentário:

  1. que mundo miserável esse em que a gente vegeta, vejam esta notícia terrível...isso é mundo? E essa merda de sexo é uma verdadeira bosta.
    http://oglobo.globo.com/sociedade/jovem-vitima-de-abuso-sexual-recebe-autorizacao-para-eutanasia-19276946

    ResponderExcluir