"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Curiosidades e bizarrices Olímpicas... 1


Para ouvir a música clicar no canto esquerdo da faixa




1. Um boxeador marroquino é preso por assediar duas camareiras. Seu advogado de defesa tenta defendê-lo dizendo que ele só as tocou leve e superficialmente. Em outras palavras, que foi só um abuso epidérmico e delicado.

2. No mesmo Parque Olímpico, uns dias antes, um outro sujeito foi preso por, segundo o delegado que tratou do caso, ter passado a mão por debaixo do uniforme de uma bombeira civil, enquanto ela fazia a sesta... E hoje, por mais bizarro que pareça, foi a vez de um boxeador da Namíbia emparedar uma camareira... Os três casos indicam que os fabricantes de VIAGRA devem ser mais, bem mais minuciosos nas informações de suas bulas...

2. Na abertura das Olimpíadas a comitiva da Palestina, todo mundo viu, foi bem mais aplaudida que a de Israel. Em compensação, logo depois de acesa, todo mundo viu, a pira se desloca para um penduricalho de espelhos móveis (de autoria de um artista norte americano) que lembra de imediato a imagem de um Menorá (candelabro judáico).

3. Quem ouviu atentamente os comentaristas das televisões e rádios que transmitiam emocionados a abertura dos jogos, entendeu de cara as razões da alienação e do envenenamento a que foram expostas as últimas cinco ou seis gerações do país. (entre elas a minha)

4. A primeira meia hora do espetáculo de abertura evidenciou o quão poluída, desorganizada e confusa esta a  mente de nosso povo, principalmente, claro, dos governantes, dos artistas e dos autores do evento, em geral;

5. Que nossa primeira (e praticamente única medalha) tenha sido no tiro de pistola, todo o planeta já imaginava; (principalmente aqueles que já conheciam nossas estatísticas de homicídios)

6. Depois de nossos jogadores de futebol (todos de mais de um milhão de dólares) terem empatado pateticamente com dois times anônimos e de qualidade duvidosa, os fanáticos por essa babaquice estão exigindo que se troque o capitão do time, por nada mais nada menos que por uma mulher. Independente das habilidades técnicas dela e da possível pressão feminista é evidente que o que está sendo colocado em cheque são os níveis de testosterona do moço.

7. Todo mundo reclama que nossos jogadores (de um milhão de dólares) não sabem cantar nem mesmo a primeira estrofe do Hino Nacional. É verdade. Entretanto, quem, ontem à noite, prestou atenção na boca dos iraquianos, enquanto entoavam o deles,  percebeu que também eles, enquanto um dizia bá o outro resmungava blu e um terceiro se perdia numa nota que ninguém conhece...

8. Por todos os lados só se fala no legado (legatus, em latim)  que os jogos olímpicos deixarão ao povo e ao Brasil. Fui pesquisar essa quase esotérica e esquisita palavra e descobri que sua origem está diretamente associada a um general romano que se chamava Legado. Povera gente!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário