"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sábado, 9 de julho de 2016

Literatura infantil... (Como evitar que seu filho seja mais um babaca...)

Como nos últimos meses tenho frequentado maternidades com certa assiduidade, muitas senhoras, mães e educadoras que me conhecem e que me viram por lá deduziram que eu poderia "ser a pessoa ideal" para recomendar histórias e leituras para que elas (nas tardes preguiçosas de Brasília) contassem para seus filhinhos de sete, oito ou nove anos e passaram a enviar-me mensagens tratando do assunto e inclusive listando os livretos e as estórias que todas as mães que conhecem costumam recitar para seu filhos. De início me senti incompetente. Não domino o assunto e além disso, atualmente nem sei se é benéfico ou não para uma criança ficar ouvindo historinhas inventadas por velhotes comerciantes, vivaldinos e neuróticos. 
Os títulos e o conteúdo das histórias que elas mencionam são de tirar o fôlego e de indignar qualquer "educador". Vejam os poucos que lembro: a abelhinha de asas de mel; o menininho que queria ser uma mariposa; o maluquinho que pulava com uma perna só; a bruxa que virou pamonha; o beija-flor que sabia falar com o menino jesus e assim por diante. 
Não tenho dúvidas, mando que elas joguem no lixo toda essa porcaria e opino que seria muito melhor que, antes de qualquer coisa, elas próprias começassem a ler e...... que..... se mesmo assim continuassem com o desejo infame de ler para seus filhinhos, que começassem pelos títulos listados abaixo... 
1. Obras completas de Borges
2. A divina comédia (Dante) principalmente a parte referente ao inferno.
3. A ética da malandragem (L. Vaz)
4. Nem Deus e nem Pátria (Bakunin)
5. O único e sua propriedade (Stirner)
6. A alma encantadora das ruas (João do Rio)
7. Como a picaretagem conquistou o  mundo (F. Wheen)
8. Panfleto contra el todo (F. Savater)
9. A arte de  roubar (anônimo)
10. O direito a preguiça (Paul Lafargue)

Recomendo-lhes ainda que, para depois que seus filhos passarem dos 10 anos, elas podem, sem prejuízo algum para o caráter deles, incluir nas matinés domésticas 120 dias de Sodoma (do marques de Sade) e até mesmo as obras completas de Wilhelm Reich. 
Até hoje, apesar de toda minha ética, simpatia e dedicação, nenhuma delas me deu qualquer tipo de retorno...

2 comentários:

  1. Pequena história infantil para anarquistas - http://ikaros.blogs.sapo.pt/12510.html

    ResponderExcluir
  2. "Não tenho dúvidas, mando que elas joguem no lixo toda essa porcaria e opino que seria muito melhor que, antes de qualquer coisa, elas próprias começassem a ler". Perfeito.

    ResponderExcluir