"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Devo me penitenciar: Os delírios de Dom Bosco não eram delírios...

Dom Bosco, todo mundo sabe, foi um padreco italiano proclamado santo em 1934. Dom Bosco, para os católicos, é o padroeiro de Brasília. Pois bem, esse padre, lá por 1883 teve alguns delírios confundidos com sonhos que foram levados muito a sério pelos de sua seita. Um desses sonhos, que para mim era um delírio genuíno dava a entender que no planalto central brasileiro num determinado lugar, entre os paralelos 15 e 20 do hemisfério sul, ao lado de um lago, haveria de surgir uma cidade de muita riqueza, quase uma terra prometida onde, de qualquer lugar que se escavasse brotaria leite e mel.   

"Em 1883 Dom Bosco teve outro sonho profético, devidamente registrado em suas anotações. Neste, ele viajava por toda a América do Sul. Mas o principal desta profecia é o que seria referente ao planalto central brasileiro: "Eu enxergava nas vísceras das montanhas e nas profundezas da planície. Tinha, sob os olhos, as riquezas incomparáveis dessas regiões, as quais, um dia, seriam descobertas. Eu via numerosos minérios de metais preciosos, (seria Pirinópolis ou Cristalina?) jazidas inesgotáveis de carvão de pedra, de depósitos de petróleo tão abundantes, como jamais se acharam noutros lugares". (...) Aqui é evidente que estava se referindo ao petrolão!  

"Mas não era tudo - escrevia o padre em seu breviário-. Entre os graus 15 e 20, existia um seio de terra bastante largo e longo, que partia de um ponto onde se formava um lago. E então uma voz me disse, repetidamente: ‘Quando vierem escavar os minerais ocultos no meio destes montes, surgirá aqui a Terra da Promissão, fluente de leite e mel. Será uma riqueza inconcebível’.”


Agrimensores, ladrões de todas as estirpes e uma troupe de  esotéricos fingiram que acreditaram nele e deram início ao nascimento de Brasília.  
E não é que as revelações do Petrolão estão confirmando as teses do padre!  
Nunca se viu tanta riqueza, tanto dinheiro, tantos bilhões, tantas contas subterrâneas e tantos objetos preciosos e de luxo brotando por aí..., se não brota leite e mel, conforme sua premonição, não é porque ele se equivocou, mas porque todo mundo por aqui prefere descaradamente champanhe clicquot e ovas de esturjão ou então uns traguinhos de Wild África com umas iscas de carne de coelho assada... 
Enfim, meu ceticismo foi uma besteira. Os delírios daquele religioso estavam metafisicamente fundamentados!


Nenhum comentário:

Postar um comentário