"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 21 de abril de 2016

As novelas turcas, o estupro e o silêncio das moralistas...

Sempre que passeio com meu Lhasa aproveito para, indiscretamente, ouvir os papos dos outros "passeadores" de cachorros que, na atualidade, não são poucos. Hoje, dia do aniversário de Brasília, tive a oportunidade de ouvir duas verdadeiras matronas, excessivamente perfumadas, que comentavam com entusiasmo trechos das duas últimas novelas turcas que uma TV brasileira vem exibindo. Pelo que ouvi, o eixo central das duas narrativas é o estupro, isto é, quase uma apologia ou um elogio ao estupro. Meninas que foram estupradas e que se apaixonaram por seus estupradores, outras que casaram e que foram estupradas por seus maridos após o casamento, mas que, assim mesmo, "foram felizes para sempre" etc, etc... Claro que tem o víes da cultura, da religião e etc, mas o que é curioso é! E curioso também que essas novelas estejam sendo exibidas aqui no Brasil, pelo visto, com um sucesso estrondoso. E mais: com o silêncio absoluto das ditas feministas, das ditas senhoras decentes e da turba moralista que está sempre de plantão... 
Enfim, não adianta escamotear, espernear e nem simular uma crise de histeria: a pergunta de Freud, feita lá no século XIX, pelo menos para os homens, ainda não foi respondida: (Afinal, o que querem as mulheres?) Ou, será que para Nelson Rodrigues, muito mais  antenado que Freud, realmente não havia dúvida alguma?

4 comentários:

  1. ciclovia no Rio recem inaugurada desaba e mata, e dalhe superfaturamento, esse país é um país de filhos da puta...veja o link

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/04/1763415-ciclovia-projetada-acima-do-mar-desaba-na-avenida-niemeyer-no-rio.shtml

    ResponderExcluir
  2. Tudo passa, menos a adúltera. Nos botecos e nos velórios, na esquina e nas farmácias, há sempre alguém falando nas senhoras que traem. O amor bem-sucedido não interessa a ninguém.
    Nelson Rodrigues

    ResponderExcluir
  3. E por falar em matronas...

    http://www.encontrosdedramaturgia.com.br/wp-content/uploads/2010/10/Millôr-Fernandes-AS-ALEGRES-MATRONAS.pdf

    ResponderExcluir
  4. http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2016/04/23/interna_cidadesdf,528825/mulheres-e-trans-se-manifestam-contra-apologia-a-bela-recatada-e-do-l.shtml

    ResponderExcluir