"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

domingo, 17 de janeiro de 2016

Mistério - A exposição que desapareceu... Ou Brasília realmente "expande a distância entre os corpos"...

E já que falamos em ladroagem e em cleptomania, o CB de ontem noticiou que um artista aqui da cidade chamado Lucas Castor teve sua exposição fotográfica furtada. A exposição, com um  título até bem sugestivo, inclusive para os ladrões: BRASÍLIA EXPANDE A DISTÂNCIA ENTRE OS CORPOS, esteve montada por apenas algumas horas nuns paredões próximos à rodoviária do plano piloto e simplesmente, como por encanto, ou como se tivesse sido abduzida, desapareceu. Ninguém visitou, ninguém viu, ninguém sabe de nada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário