"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

O Museu em ruínas e em cinzas...



Um dia depois de inaugurarem com festas e demagogias o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, ontem deixaram que fosse destruído pelo fogo o Museu da Língua Portuguesa em SP. Quem conheceu conheceu, para os retardatários, só resta agendar uma visita para ver os escombros e as cinzas...  
Pela sequência de fatos semelhantes entre nós, não é mais possível negar que somos um povo com uma extremada tendência à auto punição. Que somos mestres em mutilar-nos, em prejudicar-nos, em fazer-nos mal, e em provocar-nos sofrimento... Coisa que os especialistas chamariam de estrutura masoquista. Mas, a teríamos herdado de quem?
E claro que a culpa não é do fogo. 
Desde que foi roubado dos deuses pelo titã Prometeu (segundo as anedotas dos gregos) o fogo tem seguido seu caminho e seu destino com voracidade e além do bem e do mal. Lembram da Biblioteca da Alexandria?
O problema, no incêndio do Museu da Língua Portuguesa, e que expõe todo mundo ao ridículo e ao horror de uma imbecilidade desenfreada, é que vinha funcionando - segundo a mídia - há já uns 8 anos, sem alvará de licenciamento. Lembram da boate  no RS? Parece inacreditável, mas é verdade. E os energúmenos responsáveis por tais burocracias ficam agora tentando justificar o injustificável dizendo que tudo estava encaminhado mas no aguardo de uma assinatura ou coisa parecida... Oito anos  de espera? Isso nos compromete ainda mais... 
E podem ter certeza de que como esse museu, agora feito ruínas e cinzas, existem dezenas de outros nas mesmas condições pelo Brasil a fora. E não é de se duvidar de que inclusive a Biblioteca Nacional, no RJ, (um dos bens públicos mais preciosos do país) que há uns anos atrás estava com seu acervo quase submerso, esteja, desde Don João VI até hoje esperando por uma licença semelhante... Povera gente!

Um comentário:

  1. E ainda ficam criticando as demolições culturais promovidas pelo Estado Islâmico...

    ResponderExcluir