"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

domingo, 20 de dezembro de 2015

No Rio, inauguram com pompas o Museu do amanhã, enquanto aqui em Brasília, a principal biblioteca pública (do hoje) está melancolicamente fechada e abandonada aos ratos há dois anos...

Las viejas corruptas a la cárcel.
    Museu do amanhã (Rio de Janeiro)


     Biblioteca do hoje (Brasília)

Nenhum comentário:

Postar um comentário