"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

A anã do Ratinho... Se não podes ser minha mulher, serás minha árvore sagrada...



Observação: Claro que o Ratinho não sabia nada disso e nem sequer com quem estava falando...







Um comentário:

  1. Tema que você tratou muito superficialmente em seu livro sobre os anões (Inventário de cretinices) EDITORA siglaviva, 2012

    ResponderExcluir