"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Concerto número 1 de Paganini...

4 comentários:

  1. ezio essa tua foto fazendo bolhinhas de sabão me fez lembrar, nao sei porque, uma cena dum filme gnóstico q vi uma vez, nao me lembro o nome, onde o Demiurgo era uma criança cega construindo mundos como bolhas de sabão...talvez esse absurdo da condição humana, esse planeta de loucos, seja criação dalgum deus cego e insano.E se não houver nada nem deus nada mesmo nem vida antes e depois da morte, então é viver o presente tranquilamente como uma criança.(rogerio)

    ResponderExcluir
  2. REPÚBLICA DO PIXULÉCO, EIS A LISTA DOS NOMES...
    http://especiais.g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/lista-do-janot/

    ResponderExcluir
  3. La presencia de Cronos haciendo pompas de jabón es una de las figuraciones más originales que expresa la idea de la fragilidad de la vida.
    El tempo vuela, la vida se desvanece.

    ResponderExcluir
  4. Com canudinho ou arquinho, encho o mundo de muitos mundinhos/ Depois saio correndo atrás deles/ para segurá-los com a mão./ Uns estouram/ Outros não./Os que escapam vão embora/ em suave movimento/ girando suas cores ao vento./ Ficam lá/ gravitando no céu alegremente.../ Na minha imaginação,/ são planetas transparentes. /// A vida é isto: esta bolinha de sabão que tens nas mãos! Linda foto!

    ResponderExcluir