"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

terça-feira, 26 de maio de 2015

3, rue de la prefecture - Vieux Nice

Segundo um especialista em música aqui da Bibliothèque Municipale, Paganini não morreu num hospital (como escrevi no post anterior), mas sim no segundo andar deste prédio da Vieux Nice, 3 rue de la prefecture (carriera  dóu gouvèrnou). 
O apartamento de cima está à venda e no térreo há um Palais immobilier. Na frente, esquina com a rue Saint-Gaétan existe uma patisserier/Chocolatier, por onde, de meia em meia hora passa até um daqueles bondinhos cheios de turistas idiotas não para homenagear o violinista, evidentemente, mas para ir encher as tripas de pizza em algum lugar... A antiga moradia do compositor dos 24 Caprichos fica ironicamente a uns 200 metros de um Palácio da Justiça e de um tal Palais Rusca na Praça San Domeneque. Um pouco mais afastado, mas ainda numa das esquinas da praça, para dar um clima ainda mais exótico à minha "pesquisa", está uma funerária com o nome pomposo de Pompes Funebres Lamy Trouvain. Amanhã, dia 27 de maio farão (farão ou fará?) 175 anos de sua morte. Vamos ver se os jornais daqui e de Gênova farão alguma menção ao fato. Como me dizia um taxista: se fosse um filho-de-puta qualquer, seria até feriado!








2 comentários:

  1. MÔNICA PRADO TORRES26 de maio de 2015 18:06

    Show, Ezio !!!! Obrigada por compartilhar um pouco do que você "vê" na sua incursão por essa terra rica de história e cultura... Você tem toda razão, se fosse um jogador de futebol famoso, com certeza sairia em todos os jornais, mas...
    Às vezes ao olhar e ouvir ao meu redor, principalmente aqui onde trabalho (Petrobras), sinto-me com duzentos anos... Intrigas, lamúrias, competição, fofocas, ambição, vaidade, falso poder, covardia, ostentação e VAZIO... Sim, é como se eu estivesse em um poço vazio, sem ninguém, sem nada... Se eu não estivesse perto de me aposentar, eu já teria ido embora... Oito horas por dia é muito tempo para aturar o nada... Pouquíssimas pessoas têm essência, e essas estão em seus "cantos", encantando-me à distância, e sem saberem... Nessa hora eu agradeço à Internet, por onde navego em poucos sites, mas que conseguem me distrair, ou melhor, chamar minha atenção...rsrsr... Quando retornar da Europa, porque não passa pelo Rio de Janeiro? A cidade tem seus encantos naturais, é só andar com cuidado e prestar atenção às "facas"...kkkkkk... Brincadeira, eu teria um enorme prazer de mostrar alguns lugares que eu adoro no Rio, e que não são pontos turísticos... Quanto à hospedagem, minha casa é que nem coração de mãe, sempre cabe mais um...rsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. MÔNICA PRADO TORRES27 de maio de 2015 08:20

    Eu já deveria estar acostumada com esse tipo de notícia, ainda mais porque trabalhei "lá", mas ainda me entristeço ao abrir o jornal e ler esse tipo de matéria:
    http://oglobo.globo.com/rio/alerj-aprova-concessao-de-bolsa-educacao-de-ate-28-mil-para-funcionarios-do-tj-rj-16267403
    O país passa por uma de suas piores crises, e enquanto isso o legislativo e o judiciário dando sempre um jeitinho de aumentar os seus proventos - os maiores do país... Acredito que devem fazer isso de propósito para pisar no povo, só pode!

    ResponderExcluir