domingo, 12 de abril de 2015

Já Rui Barbosa, em 1919, fazia de tudo para enganar-se e para não acreditar no que via...

“O Brasil não é isso! 
O Brasil não é sócio do clube de jogo e da pândega dos vivedores que se apoderaram de  sua fortuna e o querem tratar como a libertinagem trata as companheiras momentâneas de sua luxúria.
Não! O Brasil não é esse ajuntamento coletivo de criaturas taradas, sobre que se possa correr, sem a menor impressão, e sopro  das aspirações que nessa hora agitam a humanidade! 
Não! O Brasil não é essa nacionalidade fria, deliqüescente, cadaverizada, que recebe na testa, sem estremecer, o carimbo de uma armadilha, como a messalina recebe no braço a tatuagem do amante, como o calceta no dorso a flor-de-lis do verdugo. 
O Brasil não aceita a cova que lhe estão cavando os cavadores do Tesouro. Não são comensais do erário, o Brasil não são os sanguessugas da riqueza pública, o Brasil não são os compradores de jornais, o Brasil não são os corruptores do sistema republicano, o Brasil não são os publicistas de aluguel. Não são os estadistas de impostura” (Rui Barbosa, em discurso a 20 de março de 1919)

Um comentário:

  1. MÔNICA PRADO TORRES14 de abril de 2015 13:39

    Na maioria das vezes eu não dou muita importância a pequenos detalhes ao meu redor que poderia me importunar, mas hoje eu acho que estou com o espírito Nietzcheano, e ponho-me a resmungar sozinha como uma velha sentada em frente a esse computador (ainda bem que não tem ninguém na ala, pois é a hora do povo encher o estômago)... Como sempre falo, eu não gosto de política partidária, talvez por ter trabalhado dentro desse antro, tomei nojo dessa parafernália ao descobrir que são todos iguais... É apenas uma verdadeira sopa de letrinhas, e cada vez mais volumosa... Porém me irrita ver um cidadão pendurado nas tetas do governo, como consultor, contratado, ganhando um salário virtuoso, e metendo o pau no partido que governa... Em uma de suas blasfêmias eu perdi a cabeça e intercedi, não defendendo A ou B, mas exaltando a incoerência desse sujeitinho idiota, cheio de pompa... O problema todo é que ouvi essas barbáries tanto tempo calada que quando me exaltei eu explodi, e era tudo o que ele queria... Na mesma hora ele juntou um, dois, três nos corredores e gritou para todos que eu estava "desequilibrada"... Meia hora depois apareceu um médico, um enfermeiro e uma cadeira de rodas perguntando se eu estava passando mal... Contei até dez, pois minha vontade era de sentar o idiota na cadeira e jogá-lo escada abaixo...rsrsr... Daria uma justa causa... Respirei fundo, e continuei no meu canto... Racionalizando o incidente cheguei à conclusão que esse idiota está plantado aqui do meu ladinho... Ele é PSDB roxo, e é justamente o PSDB o mentor do meu exílio, porque foi no governo deles que eu recusei propina... Seis meses se passaram, eu permaneço no meu canto como uma geladeira, e o idiota fazendo bullying e andando pelos corredores como um pavão, e eu é quem sou a concursada... Não sei se um dia vou me acostumar com essas coisas...

    ResponderExcluir