terça-feira, 21 de abril de 2015

Como diria Sêneca, citando a Cúrio Dentato: "preferia estar morto a viver como morto"

3 comentários:

  1. MÔNICA PRADO TORRES22 de abril de 2015 08:45

    Eu concordo que os livros físicos se tornaram artigo de luxo para maioria dos brasileiros porque são caríssimos, ainda mais os comerciais, porém a tecnologia trouxe a facilidade dos livros digitais que já são consumidos em grande escala pelos universitários. Com os seus preços reduzidos e uma boa oferta gratuita pelas redes, acredito que houve uma facilidade de acesso à leitura, principalmente pelo público mais jovem. As plataformas de leitura são as mais diversas possíveis desde os smartphones às televisões. É lógico que as grandes obras não foram digitalizadas, e só podem ser consumidas no seu formato original, mas os livros "comerciais" e digitalizados são uma boa opção para a turminha jovem ingressar nesse hábito.
    Quanto à citação - "preferia estar morto a viver como morto" - É o que penso todos os dias quando levanto, porque uma pessoa exilada é uma pessoa morta...

    ResponderExcluir
  2. eu tambem leio livros direto no smarphone e tablet, livros que eu baixo da internet em pdf ou epub. nao compro livros em papel porque tenho que escolher ou compro comida ou compro livros. Só não baixo os livros do Olavão aí do video porque esse cidadão é o maior embuste criado na internet, julga-se um gênio da filosofia quando na verdade é um débil mental, procurem na internet pra ver quem está sustentando la nos States esse filósofo de puteiro!

    ResponderExcluir
  3. MÔNICA PRADO TORRES24 de abril de 2015 10:16

    Concordo plenamente, Anônimo. Eu nunca tinha ouvido falar nesse Olavo de Carvalho. Resolvi assistir alguns de seus vídeos, e fiquei pasma com tanto preconceito, arrogância e grosseria. A forma como ele se expressa é muito violenta.
    Estranho o Ezio ter publicado esse vídeo...

    ResponderExcluir