"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quarta-feira, 8 de abril de 2015

A mesa dos despachos...

Ainda como "guia", nesta semana de páscoa visitei também o Palácio do Planalto de ponta a ponta, até a sala onde a Presidente faz seus despachos. Curiosamente, além das três estatuetas de santas havia alguns livros estrategicamente expostos sobre sua mesa, um deles (como se pode ver na foto acima) intitulava-se: Dez mitos sobre os judeus. O que isso estaria querendo nos dizer?

2 comentários:

  1. MÔNICA PRADO TORRES8 de abril de 2015 17:45

    Rio de Janeiro... Não sei como eles foram envolvidos nisso, mas com certeza algum político ofereceu favorecimento para eles, e em troca eles financiam o meu monitoramento... Constatei isso por meio de uma grande emissora de televisão que transformou passagens da minha vida em novela, sem mudar os nomes dos personagens da vida real, exceto o meu... Transformaram desgraça em lazer, e o pior que o povo gosta...

    ResponderExcluir
  2. MÔNICA PRADO TORRES14 de abril de 2015 07:58

    Se eu visitasse o Palácio, lugar em que eu trabalhei e fui expulsa por ter ido contra o sistema corrupto, eu deixaria um bilhetinho para a Presidente(a): - Poderia pelo menos me explicar porque estou exilada há vinte anos? Eu não deveria ser notificada do exílio? Se eu "atrapalhei" alguma "negociação" na época em que estava na Presidência, isso se deu em 1995, e até onde eu sei tratava-se de outro governo, porque o exílio se alastra até hoje? Porque me falir? Porque matar meus familiares? De onde vem esse ódio? O que eu fiz de concreto para ser tratada desse jeito? Será que é possível alguém me responder? No mínimo eu deveria ter sido julgada e investigada pelo judiciário formalmente, só então receber a punição, se fosse o caso... A não ser que honestidade seja crime para os nossos governantes...

    ResponderExcluir