"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

A sedução das utopias...

2 comentários:

  1. As palavras são bonitas e fariam sentido se Varg não fosse um lunático adorador de odin e "Eles" não fosse "a grande conspiração sionista mundial". Tão manipulado quanto o alvo de suas críticas.

    ResponderExcluir
  2. Ezio, o Varg fala algumas coisas que concordo, mas me parece que ele é um pouco delirante e radical demais, por exemplo, se pouco dinheiro trouxesse felicidade os pobres todos seriam todos felizes, e os pobres não são felizes, mas há muitas formas de pobreza e riqueza.Mas concordo em alguns pontos que ele falou.A coisa é muito mais complicada do que imaginamos, uma vida simples pode ser interessante e de fato é.O perigo é nos tornarmos simples demais...e nos eclipsarmos, me lembra muito um tipo de budismo que prega a eliminação total do Ego, uma besteira porque se eliminarmos nossas personalidades nos anulamos totalmente.A coisa é muito mais complicada do que parece.

    ResponderExcluir