"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Reflexão canina...

Todas as manhãs, quando retorno transpirando de minha aula de Tai Chi Chuan e ainda ruminando os conselhos reacionários de Lao Tsé, me deparo com um senhor já com mais de 70 sentado sempre no mesmo banco cinza e de concreto, ele e seu cachorro, um  vira-latas branco também já na "terceira idade", que trocam afetos, abraços, olhares, silêncios, desesperos e cumplicidades... 
Diminuo o passo para desfrutar um pouco mais daquela cena que comoveria até mesmo uma pedra e depois sigo meu caminho tentando adivinhar quem dos dois partirá primeiro e como o outro suportará sozinho os dias de degredo e de exílio que ainda lhe restam...

3 comentários:

  1. http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2014/10/mulher-e-flagrada-correndo-sem-roupa-em-parque-de-porto-alegre.html

    ResponderExcluir
  2. Crueldade. A natureza deste mundo sórdido. Por isso não devemos perturbar a eterna quietude do nada fazendo uma nova existência surgir do vazio.

    ResponderExcluir
  3. http://videos.bol.uol.com.br/#view/raposa-fica-amiga-e-passa-a-morar-com-homem-que-a-salvou-04028C98336ED4915326&tag/4330|lindo

    ResponderExcluir