"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

terça-feira, 2 de setembro de 2014

O mantra do mendigo K...

Depois de mais de dois meses hoje reencontrei o mendigo K.
Estava como um tigre beirando a cerca do Conjunto  Cultural do Banco de Brasil onde amanhã cedo haverá uma palestra do fotógrafo Sebastião Salgado. Veio imediatamente confidenciar-me que estava lendo meu último livro INVENTÁRIO DE CRETINICES, lançado na quinta-feira passada.
Para que não parecesse lorota ou bajulação vagabunda retirou-o da mochila que levava às costa e mostrou-me na página 15 uma frase sublinhada de amarelo, dizendo;  "a partir de hoje esta frase será meu mantra". E a repetiu em voz alta:

"VIVO NUM MUNDO DE MERDA, MAS ESTOU FORTE E NÃO TENHO MEDO!".

Um comentário:

  1. Boa, mendigo K ! Andei lendo sobre a madame Blavatsky e cheguei a conclusão de que ela era uma farsa, mas uma mulher muito esperta. Muito marketing pessoal da HPB, muito narcisismo principalmente no livro Doutrina Mistica (narrativas ocultistas).Eu não acredito em mais nada, a não ser em mim mesmo ! Mas as vezes nem em mim mesmo acredito, e com razão.

    ResponderExcluir