"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 9 de junho de 2014

O significado secreto e maligno dos presentes...


Para não correr o risco de deparar-se com um senador, um deputado, um líder de partido, um chefe de CPI, um propagandista do IPTU ou outro personagem desse pedegree, nos feriados e domingos muita gente aqui em BsB costuma embrenhar-me na imensidão do cerrado ou até mesmo nas veredas do Jardim Botânico da cidade. Foi lá que ontem conheci a tal Mirra, a plantinha (Tetradenia riparia) de onde se extrai aquela essência que na anedota cristã um dos "reis magos" teria presenteado a Jesus e a sua mãe lá numa estrebaria nos confins da Palestina... Quê presente de grego! Uma folha amassada fede e incomoda mais que todo o J. Botânico junto... Além de tentar livrar-me daquele cheiro durante toda a tarde, fiquei tentando adivinhar qual teria sido a intenção daquele crápula em presentear aquela porcaria a um recém nascido e a uma senhora puérpera...
Em tempo: Curiosamente não conheço nenhum exegeta que tenha relacionado os delírios daquele bebê trinta anos depois e inclusive seu destino trágico a esse precoce e fedorento presente...

Um comentário:

  1. o ser humano não deu certo, é loucura em cima de loucura. Vejo agora a notícia de que a Nasa, apos 50 anos abriu o bico dizendo que fez testes em golfinhos dando-lhes LSD e que uma mulher transou num aquário com o golfinho, tudo pago com os impostos do povo americano. Vejam o link:

    https://br.noticias.yahoo.com/blogs/eita/após-50-anos--mulher-que--transou--com-golfinho-quebra-silêncio-142527101.html

    ResponderExcluir