"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Mister Jantjie.., esse é dos nossos...

Voltando a falar (pela última vez) sobre as exéquias do Mandela, solenidade onde apesar de todo mundo ter obsessivamente dado destaque a presença do Obama, do irmão do Fidel, a uma senhora nórdica e a outros exibicionistas que estiveram batendo ponto por lá, na verdade, o grande personagem daquela cerimônia, a quem queremos render nossas homenagens, foi Jantjie, o sujeito que ficou "traduzindo" a fala daqueles demagogos para a linguagem dos surdos, sem saber absolutamente nada do assunto. Claro que ele  assumiu o papel de embusteiro pensando apenas em faturar uns dólares, mas o que acabou simbolicamente fazendo, foi muito mais do que isto. Vejam no video abaixo como os gestos e sinais desse cínico farsante não têm nada a ver com nada, mais ou menos como a discurseira que lá estava sendo proferida. A  comunidade de surdos do mundo, com razão, está indignada e ultrajada, uma vez que perdeu o conteúdo do show.., mas na verdade, quando descobrir que não perdeu nada, voltará a acalmar-se... E não só não perdeu nada, como foi poupada pelo suposto "intérprete" de ouvir as mesmas lengalengas e baboseiras de sempre. 
Descoberta a fraude, nosso camarada Jantjie, que poderia ter se justificado dizendo que.., afinal, ali só havia impostores como ele, preferiu inventar outra mentira, ainda mais complexa: que era esquizofrênico. Ora! Ser esquizofrênico não é para qualquer um! Enfim.., é sempre bom lembrar que, como dizia T. Szasz em seu livro Le péché second: "se para a família do doente e para a sociedade, a doença mental é um 'problema', para o paciente é sempre uma 'solução'".




2 comentários:

  1. Bazzo, eu já tinha visto INGLÊS ENROLATION (tipo Joel Santana) mas linguagem dos surdos mudos enrolation é a primeira vez kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir