"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

domingo, 17 de novembro de 2013

A cadeia e o Portal do Paraíso...

"O homem é covarde, simplório e ingênuo. Ama demais a vida, teme demais os outros homens...(...) Venderia minha alma para me ver livre da prisão, mas não daria um só dia de trabalho honesto ou me 'comportaria' por um instante para conseguir a mesma coisa"
J.H.Abbott

A cidade tem os batimentos cardíacos alterados. A cadeia mexe com todo mundo. Uns de pena e de solidariedade, outros de contentamento e de vingança. Outros simplesmente se divertem. Os presos fazem de tudo para manter a coluna ereta e um certo ar de heroísmo. Mas sabem que estão blefando. Tanto eles que estão lá como "vassalos" sendo humilhados pela "tirania estatal" como nós que assistimos esse detalhe mórbido sabemos que ninguém é verdadeiramente inocente. E é evidente que diante dessas cenas, tanto a "esquerda", como a "direita", como os "liberais" e até mesmo como os alienados dos mais diversos pedegris devem experimentar secretamente o mesmo sentimento de desespero, nojo e solidão. Ninguém ignora que de uma maneira ou de outra sempre procuramos colocar no sujeito que vai preso parte também de nossos crimes, de nossas loucuras e de nossas culpas. Que fique lá apodrecendo atrás dos muros e das grades por vinte ou trinta anos, isto nos dá a ilusão de cura e de redenção pessoal... Se a vida em si já é uma espécie de hospício penitenciário, ir preso é mais ou menos como passar por um agravamento da condição humana e da pena. Um homem, um tigre ou um falcão enjaulado! Raciocinem. O que existe de mais impiedoso, rancoroso e absurdo? Qual crime é mais terrível e absurdo que o confinamento de um ser num cárcere, numa jaula ou numa gaiola, principalmente se lembrarmos que a longo prazo todos estaremos mortos? Ah, puras bobagens e puros sintomas da precariedade da condição humana! 
Como escreveu o preso J.H. Abbot: "o confinamento solitário, em um presídio, é capaz de alterar a composição ontológica de uma pedra..." 
Mais que os outros condenados talvez o Pizzollato tenha tido consciência de tudo isso e deu no pé... Correu de volta para suas origens em busca do berço perdido que, aliás, prestem atenção no designer tradicional, já é a primeira de nossas prisões... 
 Talvez, a esta hora, esteja disfarçado de cínico feirante lá nos arredores do batistério de Florença coçando os bigodes e meio boquiaberto com as ilusões renascentistas impressas no Portal do Paraíso...

Um comentário:

  1. quem leu aquela edição da revista Veja com o Obama na capa primindo os lábios, viu uma matéria com fotos da "prisão" que foi construída para abrigar os bambambans do Mensalão. Ar condicionado, internet wi fi, frigobar, cama, agua mineral. Os "notáveis" do PT vão passar apenas as noites nesta "prisão". Sinceramente e de todo coração, plagiando o Morre Diabo do Youtube, gostaria de dizer na cara desses mentirosos do PT e toda a laia analfabeta funcional dos militantes: Eu quero que vocês se fodam seus filhos duma puta!

    ResponderExcluir