"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Todos os assassinos começam por lavar as mãos... (Paul Nizan)

O caso do senador boliviano (acusado de corrupção em seu pais) e que foi trazido clandestinamente para o Brasil por um diplomata brasileiro, mais o caso do deputado Donadon, preso na Papuda  (por corrupção), mas sem perder seu status de parlamentar, são mais grotescos que as façanhas de Pantagruel e são de fazer qualquer um ter uma síncope ou cair numa gargalhada interminável. Como é que alguém consegue viver sanamente neste típico ninho de ratos e de bandidos esclarecidos!? E olhem que estes são apenas os surrealismos do dia e os da pauta, pois há milhares de casos dessa natureza sendo gestados e florescendo pelo país afora. Há o da  campanha Criança Esperança, por exemplo, quando se sabe que a própria TV é uma escola de burrice, de atraso, de desesperança. Há a campanha irracional do Mc Donald's arrecadando fundos contra o câncer infantil, quando se sabe que as comidas que eles próprios enfiam guela abaixo do mundo infantil são um horror para o sistema imunológico de qualquer ser vivo. E há a idiotice das religiões que cobram um dízimo para nos salvar dos delírios, dos perigos e das paranóias que elas próprias inventaram... Quê mundo desvairado e vagabundo! 
A propósito, acabo de receber a proposta para assinar uma nova petição, agora para acabar com o voto secreto no Congresso. Sinceramente! Quem é que ainda tem saco para ouvir falar em petição, em voto secreto, em eleições e em democracia? Imaginem uma petição para fazer, por exemplo, que as mulheres de um determinado bordel deixem de usar batom ou DIU! Não teria serventia alguma. Com batom ou sem batom, com DIU ou sem DIU continuariam sendo as mesmas putas de sempre! 
Não é possível que o cérebro desse povo tenha sido lesado com tanta gravidade! E a desolação emocional das massas está tão evidente, que há gente encolerizada por aí, pensando até em gás Sarin e muitos outros, como eu, que só depositam alguma expectativa no pessoal do Black Bloc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário