"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sábado, 19 de janeiro de 2013

Sabe com quem está falando!?

Um país regido e comandado basicamente por bacharéis em direito, por advogados e por juízes, bem que poderia decretar estado de sitio depois do último resultado do exame da OAB, quando 83% dos candidatos foram reprovados na parte mais elementar da prova, a parte objetiva. Na segunda parte, então, que exige do candidato alguns malabarismos subjetivos, é bem provável que pelo menos a metade dos 17% sobrantes também desapareçam na poeira... 
Não é novidade para ninguém que a grande maioria das faculdades de direito, (para não falar de todas as demais áreas) sejam públicas, privadas ou mistas, laicas ou religiosas, são umas porcarias que só funcionam mesmo como vendedoras de ilusões e como caça níqueis... E o estado sabe, a OAB sabe, os professores sabem, os alunos sabem... os futuros clientes sabem... mas nada altera a farsa e a comédia cotidiana que se é obrigado a representar enquanto se está vivo. A  indagação básica que se deveria fazer, mas que não se faz, é de como pode um ignorante orientar outro ignorante sem que um e outro acabem fortalecendo ainda mais o descalabro social e ambos, despencando no mesmo abismo? 
E não podemos esquecer que a novela do Mensalão nos deu de graça e em capítulos os elementos comprobatórios dessa deficiência. Num lado os argumentos dos juízes (todos formados em direito), no outro lado os argumentos dos advogados (quando começaram a exercer a profissão ainda não havia o exame da OAB) e no outro lado os argumentos dos réus (praticamente todos bacharéis, se não em direito, pelo menos em alguma outra variante). 
O mais cômico é que para existir você precisa contratar advogados desde o berço até a cova. Sempre haverá um na retaguarda de teu Certidão de Nascimento e outro nas tinieblas de teu Atestado de Óbito... Preste atenção: um advogado, um padre ou um militar! As três profissões top para as famílias dos lusitanos de 1600. Ou continuaria assim até hoje?  
E os advogados não são poucos! Relativamente o Brasil é o país que tem mais desses doutores no mundo... Só perde para os EEUU e para a Índia. Para os EEUU, bem entendido, que tem uma população de uns quatrocentos milhões e para a Índia que, entre os brâmanes e os intouchables já passa de um bilhão. Que tal?  
-Mas onde estão? Me perguntava na porta de uma defensoria pública a mãe de um adolescente que, por carregar umas míseras gramas de maconha, foi encarcerado e que está há mais de um ano lá, num vilarejo goiano, sem julgamento e sem sequer uma denuncia formal? O delegado - sempre bacharel em direito -, com certeza (data venia), tem coisas muito mais importantes para preocupar-se...

Um comentário:

  1. O Exame da ordem tampouco resolve algo, porque faz parte do jogo da simulação!!!

    Agora me diga que cidade está o adolescente preso a um ano? Vc mesmo, ou qualquer um, pode fazer o habeas corpus para ele , já que o ECA estabelece que o adolescente infrator deve ser julgado em 45 dias. Senão alternativamente, denuncie ao Conselho Tutelar e peça a interferência dos incompetentes típicos...

    ResponderExcluir