"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

AS CHUVAS NO RIO... E A SERVIDÃO VOLUNTÁRIA...


 Mais revoltante do que ver aquelas casas, casebres e barracos deslizando morro a baixo ou sendo encobertas por montanhas de dejetos, areia, lixo, tralhas e etc., mais revoltante do que assistir a toda aquela desolação que vem desde os tempos da Coroa Portuguesa, é ver a passividade, a submissão e a servidão voluntária daquela gente desesperada no meio da lama e da merda ainda dando “graças a deus por não ter se afogado”... Vivem por lá há décadas como ratos agarrados àquela imundície e àqueles barrancos, contentando-se com uma cesta básica vagabunda, com migalhas daqui e migalhas dali, com subempregos abomináveis, com promessas vis que nunca se cumprem e vendo seus filhos sendo tragados pela miséria, pela desgraça da negligência estatal e pela patifaria de todos os governos...
Depois dos repetidos desastres, para esses especialistas em infligir mágoas sobre si mesmos... basta um dia de sol, um cobertor velho, meia garrafa de cachaça, uma mensagem do Papa ou a lengalenga de um pastor alucinado para o apaziguamento completo até dos mais exaltados e dos mais mal-encarados... Recolhem os trapos e os destroços, reaproveitam o lixo e levantam novamente seus cortiços, sobre os mesmos esgotos, sobre os mesmos pântanos e ao lado dos mesmos abismos com uma dependência moral e com uma passividade que faria inveja até àqueles santos dementes que se embrenhavam na solidão dos desertos a espera de alguma luz ou de algum sinal sobrenatural...
Se fossem machos, marchariam até o Rio de Janeiro e começariam pela sede do governo a incendiar a cidade!!! Mas não se atrevem! Ainda estão “fascinados” pela queima de fogos em Copacabana! Ah, como aquelas toneladas de pólvora lhes seriam úteis! Mas a subserviencia secular roeu-lhes os miolos... também acreditam que aquela idiotice foi o maior espetáculo da terra! Que a cidade é a mais linda do mundo! Que o carioca é o mais esperto dos terráqueos! Que as aves de rapina de algum partido ainda transformarão a cloaca em que vivem numa réplica do paraíso... Amam os ricos, as "madames", os "doutores", os corruptos e os larápios! Gozam secretamente quando descobrem que os bilhões destinados a ralé são desviados para o deleite e para a putaria das elites... Se pudessem, dariam até o rabo para acompanhar seus tiranos aos banquetes, bebericar sobras e, de vez em quando, lhes lamber as botas... Acreditam piamente que o Cristo de concreto descerá um dia lá do alto daquela rocha estéril para solidarizar-se com a escória que há mais de três séculos rumina humilhações e serve de joelhos aos mesmos bandidos, com sua simpatia e com suas lágrimas eventuais... EU VOS DIGO: Não descerá! Seus pés estão colados ao rochedo e, além disso, prestem atenção como seu olhar está fixo e atento apenas na direção dos palacetes e das coberturas elegantes dos empanzinados familiares dos gatunos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário