"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

"Quê merda é essa???" O.N. (1)

Como deve ser viver 105 anos? Ver a monotonia da mesma peça, as lonas apodrecidas do mesmo circo por cento e cinco vezes, as grades sombrias do mesmo confinamento e ainda assim seguir insistindo que se ama a vida e que se adora as delícias da prisão? Como é possível contemporizar e ver de perto a mentirada e a hipocrisia de oito ou dez gerações e, assim mesmo, manter a vontade e a teimosia de seguir fazendo parte dessa furibunda encenação diária? Como é possível ser ateu e dedicar-se à construção de templos? Ser arquiteto e conviver com o mau gosto endêmico e, pior, saber que 90% dos "camaradas" vivem em condições abomináveis? Como é morrer, estar impotente dentro de um caixote e “ver” três ou quatro padres recitando bobagens sobre o próprio cadáver? Como é possível ser comunista depois de ter assistido quixotescamente ao fiasco político ao redor do planeta? E mais, ser velado ao lado do Congresso Nacional onde se refugiam seiscentos ou setecentos parlamentares (fichas sujas) há décadas e que fizeram daquela casa um antro de negócios espúrios, de cinismo, de máfias? Não, a longevidade não é uma benção, como dizem alguns bobocas por aí!, não é um privilégio!, não é o resultado de algum tesão especial ou de alguma sabedoria... é mais bem uma punição, um castigo, uma cilada para com os sujeitos dessa volátil, vagabunda e mesquinha espécie...

[... basta ver as pessoas desfilando diante dos heróis, em dias de festa, para que se entenda sua carência. Girando feito cachorro ensinado diante de pensadores. De ministros. Girando feito cachorros ensinados diante de seus Mortos. E chamam essas trapaças de comunhão e vida...] Paul Nizan

Um comentário:

  1. morre jovem aquele que é amado pelos deuses, já se dizia em Sparta. Eu quero viver rápida e agressivamente. E esse dali, homenageado, demorou a vida inteira pra descobrir que o comunismo é uma bosta. Raciocínio mais "rápido" só o outro "jênio", o Saramago ou Saraamargo. Realmente, foram todos "jênios".

    ResponderExcluir