"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Inventário de bactérias...

A negligência do "estado" para com aquilo que se refere à nutrição e à saúde pública, à higiene, às condições sanitárias dos botecos, cafés, restaurantes, casas de chá, churrascarias, pizzarias e etc., está tão grave e crônica aqui pela capital da república, que é quase impossível tomar um suco de laranja por aí sem ingerir, por tabela, uma família de coliformes fecais ou até de trichomonas vaginalis... E, o mais estranho, é que nem a clientela e nem os "gestores" parecem estar minimamente preocupados com essa nojeira. Seremos tão porcos assim na nossa essência?

2 comentários:

  1. Boa pergunta, Ezio Bazzo!! Dá para refletir muito sobre nós, nosso mundo, as questões do cuidado, da vida!!

    ResponderExcluir
  2. ...Mas o pais é continental e vamos fazer mais aeroportos, para inclusive recebermos os nojentinhos de fora com nossas bactérias! Deveria existir uma ordem, só vai ter aeroporto se tiver hospital limpo e funcionando!

    ResponderExcluir