"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Sinceramente, por uma questão ética, eu não recomendaria este mundo para ninguém...


As três roqueiras que foram presas implorando a "Nossa Senhora" que livrasse a Rússia de Putin correm sério risco de serem enviadas para os mesmos Gulags siberianos da época de Dostoievski que, aliás, no fundo, são os mesmos da época de Ivan (o terrível); de Nicolau I; de Stálin & Cia... Quê vergonha! Se o mundo já é em si mesmo uma imensa penitenciária, para que a necessidades dessas sub-penitenciárias? E dizem que só femininas existem 47 mil naquele pais das Mamuskcas... Povera gente!!! E nós que lá pelos anos 70, quando ainda existia o mito da "esquerda" e da "direita" e quando, manipulados pelos mentirosos de plantão, tantas vezes amaldiçoamos e acusamos ao velho Soljenitsyn de estar dizendo inverdades, de ser um traidor e um covarde...  
E por falar nessas porcas penitenciárias, ontem enforcaram mais um adolescente na que fica logo ali a uns dois quilômetros de minha casa... Em meus obsessivos devaneios sobre a crueldade e sobre a estupidez humana, no meio de tantos outros pensamentos mortíferos, sempre relembro que as pocilgas de minha infância eram bem mais habitáveis que os presídios atuais... 
Bem que nossos bisavós, avós e pais poderiam ter nos alertado de que o mundo era essa babaquice imutável, de que o movimento é apenas circular, de que a mediocridade é rigorosamente dominante, de que a espécie é melancolicamente de centro e sempre reacionária!!! Mas não. Esmagados por suas épocas e contaminados pela fé e pela ideia pueril de um "paraíso celeste", preferiram se omitir e silenciar...
E por falar em "paraíso celeste", ontem o padre Marcelo veio a Brasília lançar seu Ágapezinho... O Shopping ficou lotado de leitores e de admiradores prosternados. Além de autógrafos o missionário dava beijinhos e bênçãos ao público. Para o show ter ficado ainda mais bizarro e completo só faltou o Paulo Coelho lançando seu Manuscrito encontrado em Accra e alguém relançando Harry Potter e a pedra filosofal!!! Sinceramente e sem nenhuma demagogia, eu não recomendaria este mundinho vagabundo e de quinta qualidade para ninguém!
Aos que, desgraçadamente, já estão aqui, só posso lembrar que ficar de olhos bem abertos pode ser um bom antidoto para o envenenamento e para o desespero...

2 comentários:

  1. É... Todos buscam a verdade para conseguir disfarçar suas mentiras. Grupos, ceitas, religiões, associações, cultos, organizações, partido disso, partido daquilo, deus, anjos, demônios, santos e o diabo... Tudo criação do homem... Se excluirmos tudo isso é o que resta – nós mesmos – um corpo que nasce, envelhece e morre – mais nada, é simples assim...

    Todas essas “corjas” pregam valores morais, éticos e de bons costumes, mas só pregam, porque na realidade eles só precisam dessa “capa” para permanecerem no meio dos “avulsos” e se imporem. Sempre em grupos, numerosos, criam um cinturão de proteção, protegendo-se, e batendo nos avulsos, e dessa forma aumentam os seus patrimônios, compram os mercenários, e marcham freneticamente pelo poder - dominação...

    - É tudo tão covarde e nojento que me dá enjôo...

    O homem criou regras de convivência, mas será que realmente havia essa necessidade? É preciso viver sob a ditadura de uma Lei para que nos comportemos com civilidade, ou a Lei serve apenas para oprimir os que não a conhecem? Quem tem o poder sobre ela, tudo pode, e o resto?

    - É tudo tão covarde e nojento que me dá enjôo...

    A palavra é uniformizar e submissão... Isso! Vamos uniformizar: como devemos nos relacionar, como devemos nos vestir, o que devemos ingerir, como devemos viver, o que não devemos aprender, o que devemos criticar, o que devemos respeitar, o que não se pode fazer, como devemos atuar... – Caralho, eu achava que era um ser livre! Se trocarmos tudo isso, e simplesmente conhecermos a linha dos nossos limites para não entrarmos no espectro do outro, não bastaria? Precisa dessa parafernália de recursos para doutrinar e alienar o resto?

    - É tudo tão covarde e nojento que me dá enjôo....

    ResponderExcluir
  2. Cidade do Rio Janeiro... Odeio o metrô! Se alguém tiver a benevolência de me enterrar, vou ter muito tempo para ficar embaixo da terra, por enquanto prefiro andar sobre ela, mas infelizmente, às vezes sou obriga a utilizar esse meio de transporte... Em uma das minhas alucinantes viagens, sentei-me ao lado de uma senhora, que pela aparência e suas pastas, pensei logo que se tratava de alguém da área jurídica, mas foi quase isso...A jovem senhora esbravejou que além de ter sofrido um golpe de uma autoridade do judiciário, que a fez perder a sua casa, estaria agora, sendo processada na esfera criminal por calúnia, difamação, danos morais, e etc etc etc... Disse-me que estava voltando de uma audiência em que os magistrados e o "defensor público" tentaram persuadí-la a arquivar o processo no qual ela é autora e tem o direito de receber o que lhe roubaram, em troca de sua liberdade, se não iria ser presa por manchar a honra do magistrado(o do golpe), e naquele momento, por desacato à autoridade (o juiz da audiência)... Na hora, eu pensei que se fosse comigo, ou eu seria presa, ou me mandariam para um manicômio, ou eu me entopiria de calmante até o "sonho" passar... Na hora de ir embora, olhou para mim, sorriu, e disse que ela havia gravado tudo, e eu pensei: - De que iria adiantar a gravação, as provas, as testemunhas, se quem tem o poder de decisão são eles? A cada dia que passo, vou ficando mais triste com esse tipo de covardia, que corre todos os dias, pelas ruas e palácios...

    ResponderExcluir