"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Na periferia de Xangai...



















3 comentários:

  1. E este mundo existe mesmo, está todo aí dentro de sua singularidade. Não lhe parece outro mundo?
    Uma época estranha num outro planeta? Não lhe parece ter entrado num livro e ter acordado dentro de sua história? Não lhe parece um sonho??? Abraços

    ResponderExcluir
  2. Não posso negar uma saudável inveja das suas viagens... É interessante observar a sua sensibilidade pelos temas que você aborda...rsrs... Aproveite bastante a oportunidade...

    ResponderExcluir
  3. Não posso negar uma saudável inveja das suas viagens... É interessante observar a sua sensibilidade pelos temas que você aborda...rsrs... Aproveite bastante a oportunidade...

    ResponderExcluir