"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 19 de abril de 2012

PERSONALIDADES: SE FOI A HILLARY... CHEGOU O CACHOEIRA..


Foi só a Hillary virar as costas e partir, para que chegasse o Cachoeira. Está ali na Papuda, com toda sua simpatia compartilhando a cela com alguns colegas de profissão e esperando a hora de valer-se do sagrado direito de ficar mudo. De não gerar provas contra-si-mesmo, ou então, de jurar que não sabe de nada, que não viu ninguém, que nem tem ideia do que é contravenção; que ama a pátria acima de tudo; que seus atos foram todos republicanos; que ganhou seu dinheirinho com o suor de seu rosto, já que sua vida tem sido mais dura que a de Sísifo; que por amor à verdade, libera espontaneamente o sigilo de suas contas bancárias (no Brasil); que na plateia só vê mulheres, homens e cidadãos honrados e de bem; que sempre temeu e fez de tudo para evitar na sociedade a metástase da imoralidade; que o fisco tem lhe comido o fígado com o mesmo apetite do abutre que diariamente mutilava as visceras de Prometeu; que está sendo injustiçado; que foi vítima de adversários políticos; que tem esposa, filhos, uma família imensa (todos católicos apostólicos romanos); que paga o dízimo em dia e que inclusive odeia jogos de azar, pois leu a Dostoievski e sabe o quanto é imenso o risco da desgraça advir  de dentro de um simples caça-níqueis enfim, que deus é brasileiro e que haverá de reestabelecer a verdade dos fatos... Como não acreditar nele e em Deus? Deus que, aliás, ultimamente, só tem “reestabelecido” a verdade dos fatos a favor dos contraventores, sempre quando estes são milionários, evidentemente... Quando são pobres e fodidos é o diabo que entra em cena com sua trupe de pequenos, moralistas e incompetentes bacharéis para deixá-los propositadamente à deriva, serem condenados e empurrados para a cadeia e de lá para o inferno... Independente de tudo isso, não lhes parece uma imensa injustiça prender o Cachoeira quando acabam de soltar o Cacciola???  Que esse senhor não abra a boca diante de seus inquisitores é previsível. Com aquele jeito de padre deve ter lido a Voltaire e saber que se “dizer um segredo dos outros é traição, dizer um segredo a respeito de si mesmo é uma imensa burrice”...
Enquanto isso...., no Congresso... com exceção de alguns que adoeceram misteriosamente, há filas inéditas e nunca vistas para aprovar a instalação da tal CPI.  Prova de quê? De que os velhos sábios do Senado e os jovens esperançosos e revolucionários da Câmara não se furtam quando a nação, em apuros, conta com eles. Quê demonstração de honestidade e de amor incondicional!!! E quem sempre acusou irresponsavelmente àquela casa de assemelhar-se a uma Bolsa de Valores terá agora que engolir a língua e admitir que ela se parece mais é a um claustro de carmelitas ou até mesmo a um mosteiro de santos... Claro que na intimidade da famiglia, com as cortinas fechadas, longe dos holofotes e das escutas da polícia, as madrugadas são longas e servem para, furtivamente, rasgar papéis, mudar de lugar os caixotes de joias e de Libras Esterlinas, transportar para outros esconderijos os lingotes de ouro, a relação de bens, aqueles pedregulhos de diamantes e, claro, dar um sumiço nas agendas e nos códigos das contas de Hongkong e etc. Tudo com a singela participação das matronas empetecadas e deslumbradas e, claro, da prole, que vem sendo treinada para, no porvir, ocupar lá no seio da esquizofrenia política o trono do patriarca. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário