"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

CENSURA: A fobia secreta do facebook...


A censura que o facebook promoveu nesta semana contra o artista dinamarquês que publicou em seu perfil a conhecida pintura de Courbet, titulada a Origem do mundo (quadro ao lado) causou espanto e ansiedade aos ingênuos que acham que estamos vivendo a “liberdade plena”, a “soberania tão almejada”, a “Era das fodas e dos prazeres incontrolados” etc., e que, por fim, os velhos censores e repressores do passado juntamente com os espias e dinossauros moralistas foram varridos e extintos do planeta para sempre etc. Ora! Que nada! Pura inocência. Com os avanços da cibernética, da computação e da internet, com toda essa parafernália de fios, câmeras, Ipods, (InãoPods) controles remotos, celulares, etc., pode estar acontecendo exatamente o contrário: tudo sendo controlado e tudo sendo devidamente dominado! Se nem mais os nossos peidos permanecem no anonimato e com a identidade preservada, muito menos nossas incursões pelos filminhos pornôs e por outras indiscretas e miseráveis curiosidades. Aliás, quem é, afinal, o facebook? Que cara podemos dar a esses censores universais (juízes, polícias e padres laícos) que em algum lugar obscuro do planeta estão controlando e decidindo o que pode e o que não pode circular? Se uma pintura como essa, de uma simples xota produzida em 1886 (exposta no Museu d'Orsay, mas que já foi até propriedade de Lacan) é considerada “inadequada” e “imoral” não é difícil imaginar em que plataforma o caráter desses cretinos está apoiado. Enfim, independente do "gosto" desses xotafóbicos, viva Courbet! E viva, principalmente, esse lugar transcendente, peludo e delicado que deu Origem ao mundo!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário