"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

SETE BILHÕES!!! QUE IRRESPONSABILIDADE!!!


E não conheço nenhum que tenha pedido para nascer!!!



Filhos do acaso e do ocaso! Em copulação e reprodução só perdemos para os ratos. O pior é que desses sete bilhões apenas alguns poucos, bem poucos realmente produzem algo de importante para as espécies e para o planeta. O resto é só estorvo, só veio para encher o saco. A grande maioria não faz outra coisa que bater palmas, ruminar, bocejar, assinar procurações em branco para bandidos e dar gingado ao rebanho. Se são sete bilhões de vivos não há matemática que nos precise quantos são os mortos. Uns cem bilhões? Uns duzentos bilhões? Mas então o mundo é um grande cemitério? O que foi feito com esses pobres condenados da terra? Para onde foram? Se por aqui já nos falta privacidade, espaço e ar, imaginem o aperto e a promiscuidade lá no "limbo", no "paraíso" e principalmente lá no "inferno"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário