"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

CANNABIS & SENECTUDE......

Fracassou novamente o projeto californiano de legalizar a maconha. Se as plantas realmente nos compreendessem e pudessem se expressar – como acreditam alguns fanáticos – essa simplória e singela erva talvez já tivesse manifestado seu espanto diante de tamanha ambigüidade que o mundo lhe confere. Por um lado a idolatria e por outro a abominação. Alguns acreditam que o projeto só não foi aprovado porque estava mal formulado e que a proposta teria muito mais consistência se previsse a liberação de seu uso apenas para pessoas com mais de sessenta anos. Como assim? Indaguei ao autor dessa idéia. Os jovens não necessitam de droga nenhuma – respondeu-me categórico. Eles próprios, com seus hormônios, com seus sonhos e com seus ideais somados às mentiras do mundo são uns laboratórios ambulantes. O THC (ou o tetrahidrocanabiol contido na cannabis) é uma titica diante do princípio ativo que o cérebro de um jovem produz. Já o velho não... Ele sim precisa drogar-se para seguir sua viagem e para suportar tanto o teatro tedioso dos dias como o peso velhaco da história. Ao invés de passarem seus últimos anos trabalhando, rezando ou jogando dominó nas esquinas, os velhos os passariam flutuando na varanda de seus arranha-céus, bocejando na janela de suas mansardas ou "viajando" pelas estradas do mundo no meio da fumaceira de seus baseados... A eles sim o tetrahidrocanabiol teria uma utilidade única e transcendente.

2 comentários:

  1. Com o "advento"do viagra,a cannabis não teria a menor chance!!!

    ResponderExcluir
  2. Existe um universo inteiro para extasiar as pessoas, mas é preciso descobri-lo (dentro de si principalmente).

    ResponderExcluir