"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Observem como atrás de um Grande Corrupto sempre existe uma Grande Corrupta!

Nego peremptoriamente! Simplesmente nego! São apenas calúnias! E vamos apurar com o rigor mais profundo! A apuração mais rigorosa! Ah, isto é uma calúnia contra mim, contra minha família e contra minha honra! Querem ferir minha honra...

Ferir minha honra! Abrir uma chaga na minha honra! Não parece até uma oração de Santa Teresa D’Ávila!


Ah, e como é que ficam os homenzinhos babacas que passaram suas vidas idolatrando e idealizando o universo feminino, acreditando que a delinqüência, o mau caráter e a corrupção eram formas de perversão essencialmente masculinas? Que a testosterona seria a condição crucial para o Ato? No meio de um cataclismo de bandidagem feminil tiveram que  testemunhar sua aparição, cada vez mais autoritárias e em massa com seus impulsos turbinados e incontroláveis lotando rapidamente os presídios. A pergunta que se poderia fazer a qualquer um desses intelectuaizinhos de plantão seria: E agora? Como render honras funerárias a um malentendido? Como amparar-se à sombra do vazio?

2 comentários:

  1. pois é colocaram todas as mulheres num altar, quando se sabe que algumas das piores mentes do mundo são de mulheres. Claro que nem todas mulheres são ruins, mas a maioria é pior do que os piores homens, inclusive minhas 3 ex esposas e minha mãe. Lei Maria da LENHA?

    ResponderExcluir