sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Mañana es siempre otro dia... (O es siempre y siempre lo mismo?) III.

Existe um escritor, filósofo e pensador brasileiro que ninguém da trupe que conheço se atreve a ler e muito menos dizer em público que o está lendo. Independente de seus valores e crenças – dizem que já foi “comunista” e que hoje é outra “coisa” – seu texto é o que existe de mais lúcido, erudito, dialético, brilhante e corajoso na atualidade isto, sem falar da leveza literária. Me refiro ao Sr Olavo de Carvalho. Odiado por quase todas as facções nacionais, seus conceitos sobre a política, sobre a academia, sobre a cultura de massas, sobre a imprensa, sobre a filosofia, sobre a espécie (com suas misérias) etc., são de arrepiar. Emito esta nota sobre ele com o volume II de seu livro O IMBECIL COLETIVO aberto sobre o sofá. Abaixo, alguns dos trechos sublinhados:

“É de ti, caro amigo, da tua presunçosa inconsciência “politicamente correta” que brota a substância corrosiva que os apóstolos do mal empregam para destruir todos os valores que se opõem à expansão ilimitada do seu poder. Eles têm o dinheiro e os planos, mas a criatividade dos meios é tua. Eles estupram, mas é teu o braço que prende a vítima”.

“Entre a língua escrita e a língua falada no Brasil, o abismo é cada vez mais fundo”.

“No Brasil, um aviso que circule por escrito não surte efeito: é preciso repeti-lo em voz alta. O escrito não tem persuasividade, seu conteúdo parece vago e distante porque, sem a estimulação auditiva, o corpo não é sacudido o bastante para dar à inteligência entorpecida um sentimento de realidade”.

“A decadência do jornalismo brasileiro após vinte anos de estupidez direitista e quinze de besteirol esquerdista, reduzido enfim a uma pasta verbal insossa, onde a menor reação pessoal, mesmo humorística, soa como um tiro num corredor de hospital”.

“O espiritismo tornou-se entre nós quase uma religião nacional décadas depois de o prestígio de Allan Kardec e das irmãs Fox ter-se eclipsado no mundo”.

3 comentários:

  1. O ministério da saúde adverte:
    O pensamento de Olavo de Carvalho não é aconselhável á pessoas com sintomas de esquero-patia aguda.

    ResponderExcluir
  2. Correção:
    Esquerdopatia aguda

    ResponderExcluir
  3. O velho anarquista ainda está encantado pelo velho fascista?

    ResponderExcluir